Conferência Episcopal convidou os católicos a acompanhar Francisco através dos media; RTP1 transmite em direto

𝗗𝗜𝗥𝗘𝗧𝗢 ✙ 17h00 ✙ VATICANOUrbi et Orbi: Oração e bênção do Papa Francisco à Cidade e ao Mundo + 𝗶𝗻𝗳𝗼: https://www.facebook.com/agenciaecclesia/

Publicado por Agência Ecclesia em Sexta-feira, 27 de março de 2020

Lisboa, 26 mar 2020 (Ecclesia) – A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) convidou os católicos a acompanhar a oração e bênção extraordinária do Papa pelo fim da pandemia do novo coronavírus, esta sexta-feira, pelas 18h00 de Roma (17h00 em Lisboa).

“Procuremos participar vivamente neste intenso momento de oração convocado pelo Santo Padre”, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA e divulgada pelas dioceses do país.

A Igreja Católica em Portugal está a promover, mediante os meios de comunicação social à sua disposição, “a participação dos fiéis católicos e dos cristãos de outras confissões religiosas” na ‘Statio orbis’ – uma celebração da Igreja a nível universal – convocada pelo Papa.

O momento de oração vai acontecer no adro da Basílica de São Pedro, com a praça vazia, e tem transmissão online em www.agencia.ecclesia.pt, nas redes sociais, na RTP1 e na Renascença, rádio e página da internet (tendo a confirmação de que outros órgãos de comunicação social portugueses transmitem esta oração, a Agência ECCLESIA informa de imediato).

“Renovo a todos o convite a participar espiritualmente através dos meios de comunicação, no momento de oração a que vou presidir na sexta-feira, pelas 18h00 (17h00 em Lisboa), no adro da Basílica de São Pedro. À escuta da Palavra de Deus e à adoração Santíssimo Sacramento vai seguir-se a bênção Urbi et Orbi, à qual estará ligada a indulgência plenária”, disse o Papa Francisco, esta quarta-feira.

No Vaticano vai estar o crucifixo milagroso que, segundo a tradição, pôs fim à peste de 1522, em Roma.

O Papa rezou diante deste crucifixo, a 15 de março, quando visitou a igreja de São Marcelo al Corso, na capital italiana.

A bênção ‘Urbi et Orbi’ é concedida pelo Papa, habitualmente, nas celebrações da Páscoa e do Natal.

“Queremos responder à pandemia do vírus com a universalidade da oração, da compaixão, da ternura. Permaneçamos unidos. Façamos sentir a nossa proximidade às pessoas mais sós e mais provadas”, disse Francisco, no último domingo, quando convocou o momento especial de oração.

OC

Foto: Vatican Media, Papa na Igreja de São Marcelo al Corso, em Roma

 

Partilhar:
Share