Iniciativa começa a 9 de maio, dia do continente

Bruxelas, 07 mai 2021 (Ecclesia) – A Comissão das Conferências Episcopais da União Europeia (COMECE), e a Conferência das Igrejas Europeias (CEC) saudaram hoje, em comunicado conjunto, o lançamento da Conferência sobre o Futuro da Europa, que se inicia este domingo, dia do continente.

“Saudamos a Conferência como uma iniciativa para envolver todos os cidadãos europeus, a sociedade civil, bem como as igrejas e comunidades religiosas, na discussão sobre o tipo de União Europeia que queremos”, referem o cardeal Jean-Claude Hollerich, presidente da COMECE, e o reverendo Christian Krieger, presidente da CEC.

Os responsáveis consideram que o lançamento da conferência, a 9 de maio, Dia da Europa, é uma “boa notícia”.

As Igrejas cristãs apelam a uma “discussão ampla, aberta e inclusiva sobre o futuro da Europa”.

“É um primeiro passo muito necessário para renovar a confiança e revigorar o compromisso com a União Europeia, como uma verdadeira comunidade de valores”, apontam a COMECE e a CEC.

As Igrejas Cristãs assumem a intenção de “contribuir ativamente para a Conferência, a nível europeu”, particularmente junto das novas gerações.

A COMECE e a CEC irão, como parceiros de diálogo credíveis das instituições da UE, concentrar-se no reforço dos nossos valores europeus comuns, no combate às alterações climáticas e na preservação da criação, e no desenvolvimento de políticas de migrações baseadas no respeito pelos direitos humanos e pela dignidade humana de todos”.

O comunicado conjunto defende a necessidade de “repensar e desenvolver o mercado comum”, a partir dos valores da solidariedade, justiça social, cooperação intergeracional, igualdade e transições verdes e digitais.”

Convidamos todos os europeus a participar na Conferência, na esperança de que dê um novo impulso ao projeto europeu e visões novas e inovadoras para uma União Europeia mais sustentável, equitativa, inclusiva e próspera nos próximos anos”, concluem os presidentes da COMECE e da CEC.

Prevista originalmente para ‘arrancar’ em maio de 2020, a conferência foi adiada e decorre agora sob a direção do primeiro-ministro português, António Costa – que exerce até 30 de junho a presidência rotativa do Conselho da EU; pelo presidente do Parlamento Europeu, David Sassoli; e pela presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

O Conselho Executivo da Conferência sobre o Futuro da Europa, composto por representantes do Parlamento Europeu, do Conselho da União Europeia e da Comissão Europeia, lançou uma plataforma digital multilingue, convidando todos os cidadãos europeus a partilhar e trocar ideias e pontos de vista, em eventos organizados online.

OC

Partilhar:
Share