Distinção realça trabalho da instituição católica junto de pessoas que caíram na dependência do álcool e das drogas

Foto: Presidência da República

Setúbal, 10 out 2018 (Ecclesia) – A Associação Vale de Acór, uma instituição particular de solidariedade social da Diocese de Setúbal, dedicada a pessoas mais desfavorecidas ou com várias dependências, foi esta terça-feira condecorada pelo presidente da República Portuguesa.

De acordo com o gabinete de comunicação da diocese sadina, este projeto católico, fundado em 1994, foi agraciado por Marcelo Rebelo de Sousa com a Ordem de Mérito, pelos serviços prestados à sociedade.

Atualmente presidida pelo padre Pedro Quintela, pároco do Monte da Caparica, a instituição prepara-se para assinalar em 2019 as suas bodas de prata, 25 anos de missão ao serviço da “recuperação” de pessoas mais “dependentes”, sobretudo homens e mulheres que caíram no consumo de drogas e álcool, muitos deles também com um histórico de problemas psiquiátricos ou de reclusão.

“Pessoas sem comunidade que são colocadas face à impotência ou falência de si mesmas e, por isso mesmo, incapazes de ativar os seus recursos pessoais para reagir de um modo construtivo”, salienta a mesma fonte.

A atribuição da Ordem de Mérito decorreu ao final da tarde desta terça-feira, no Palácio de Belém, em Lisboa, com as insígnias a serem recebidas pelo presidente da direção da Associação Vale de Acór, o padre Pedro Quintela.

JCP

Partilhar:
Share