Lisboa, 10 out 2018 (Ecclesia) – O Centro de Reflexão Cristã (CRC) vai assinalar hoje a canonização do Papa Paulo VI e de D. Óscar Romero com um encontro, às 18h30, na sua sede, em Lisboa.

Esta evocação do Papa que concluiu com determinação e sabedoria o Concílio Vaticano II, e do arcebispo de São Salvador, assassinado em 1980, durante a celebração da missa, terá como oradores convidados para dar testemunho e abrir o debate, Guilherme d’Oliveira Martins, do Centro Nacional de Cultura, e Eugénio Fonseca, presidente da Cáritas Nacional, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

O Papa Paulo VI e D. Óscar Romero são personalidades “muito caras ao CRC” que, ao longo dos seus mais de 30 anos existência, “tem trabalhado sobre o seu exemplo”.

Em 1980, a revista do Centro de Reflexão Cristã de novembro/dezembro publicou um caderno dedicado ao arcebispo de São Salvador sob o título «D. Romero não morreu!»,

O Papa Francisco vai presidir à cerimónia de canonização, este domingo, dia 14, em Roma, durante o Sínodo dos Bispos dedicado à juventude.

A 7 de março, Francisco aprovou um milagre atribuído à intercessão do Beato Paulo VI (1897-1978), abrindo assim caminho à sua canonização.

Paulo VI, o pontífice que liderou a Igreja Católica entre 1963 e 1978, período em que encerrou o Concílio Vaticano II, foi beatificado pelo Papa Francisco a 19 de outubro de 2014.

O futuro santo foi o primeiro Papa a fazer viagens internacionais, entre as quais uma visita a Fátima, a 13 de maio de 1967.

Também no último dia 7 de março, Francisco autorizou a publicação do decreto que reconhece um milagre atribuído à intercessão do antigo arcebispo de El Salvador, onde foi morto a tiro às mãos da junta militar que dominava o país.

A decisão abriu caminho à canonização do arcebispo, beatificado como “mártir” da fé católica a 23 de maio de 2015.

LFS

Partilhar:
Share