Encontrou reuniu duas centenas de jovens com JMJ Lisboa 2023 no horizonte

Santarém, 24 nov 2021 (Ecclesia) – A Jornada Diocesana da Juventude (JDJ) juntou cerca de duas centenas de jovens, no sábado, em Santarém, numa “riqueza de movimentos e realidades paroquiais”.

“Como disse o Papa Francisco, “a diversidade é riqueza” e esta JDJ foi prova disso mesmo. Nesta riqueza de Movimentos e de diferentes realidades paroquiais, pudemos ver uma Igreja una que quer caminhar em conjunto”, lembrou José Elísio, membro do Comité Organizador Local para a JMJ2023 (COL) que faz a ligação com a diocese de Santarém, em comunicado enviado à Agência ECCLESIA.

A mensagem do Papa – “Levanta-te! Eu te constituo testemunha do que viste!” -, numa alusão à conversão de S. Paulo, marcou a ordem de “um dia onde foi possível encontrar Deus, partilhar experiências e fazer novos amigos”, descreve Bruno Santos, jovem da paróquia de Rio Maior que participou nas atividades

O diretor do Departamento Nacional da Pastoral Juvenil, padre Filipe Diniz, também marcou presença e entregou aos responsáveis dos comités organizadores vicariais para a JMJ2023 uma réplica da cruz das jornadas.

Depois de um jantar convívio, numa oração ao estilo de Taizé, “os jovens manifestaram o seu amor à cruz do Rei” e agradeceram o dia, explicou o coordenador da Pastoral Juvenil de Santarém, padre Ricardo Conceição.

“Foi muito interessante ver como jovens de idades tão dispersas se juntam para conhecer novas formas de ver a fé e acabam por nos dar a conhecer perspetivas que nunca tínhamos pensado. Estas experiências acabam por nos ajudar a crescer como comunidade pela partilha que acaba por surgir tanto dentro das pessoas que organizam as atividades como nos grupos de participantes”, partilhou Raquel Santiago do movimento dos Convívios Fraternos.

SN

Partilhar:
Share