Missa de exéquias de D. Léon Kalenga, núncio apostólico na Argentina.

Cidade do Vaticano, 15 jun 2019 (Ecclesia) – O Papa Francisco presidiu hoje, na Basílica de São Pedro (Vaticano), à Missa de exéquias de D. Léon Kalenga Badikebele, núncio apostólico na Argentina, afirmando que “a despedida é também um desapego”.

Perante os representantes pontifícios convocados para um encontro no Vaticano, o Papa falou “na despedida do pastor do seu rebanho”.

“O pastor despede-se do próprio povo, como fez São Paulo em Mileto antes de ir a Jerusalém” e todos, recordou, “choraram antes que o apóstolo dos gentios subisse no barco” porque o pastor “despede-se com o próprio testemunho”.

A despedida é também um desapego porque é o testemunho daqueles que “estão habituados a não estarem apegados aos bens deste mundo, a não serem apegados à mundanidade”, disse  Francisco, na homilia.

D. Léon Kalenga Badikebele nasceu em 17 de julho de 1956 em Kamina, na República Democrática do Congo e foi nomeado núncio apostólico na Argentina a 17 de março de 2018.

Ingressou no serviço diplomático da Santa Sé a 27 de fevereiro de 1990, prestando serviço nas representações pontifícias no Haiti, Guatemala, Zâmbia, Brasil, Egito, Zimbábue e Japão; faleceu no último dia 12, em Roma, vítima de doença súbita.

LFS

Partilhar:
Share