Jejum, oração e esmola são ferramentas que durante a Quaresma nos podem ajudar à «despossessão» dos outros e nos conduzir a uma reflexão sobre a forma como tocamos.
Cátia Tuna, investigadora em História religiosa, sugere que ao longo da vida treinamos para lidar com toques desagradáveis, com corpos desagradáveis, até com o lixo, mas que sem a experiência do nojo não haverá verdadeira caridade.

Partilhar:
Share