Há sentidos que nos parecem de sobrevivência e outros que associamos ao luxo e ao prazer. Tempos houve em que o cheiro era um fator de diferenciação, mas Jesus veio dizer que o cheiro não nos define. Com o padre António Pedro Monteiro, capelão no Hospital de Santa Marta e na Maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa, percebemos os cheiros como promessa.

 

 

Partilhar:
Share