«Renovar a nossa fisionomia e o nosso coração de cristãos» é a mensagem de D. António Marto

Leiria, 01 mar 2019 (Ecclesia) – O bispo de Leiria-Fátima mobiliza a diocese a um “testemunho forte de generosidade” na renúncia quaresmal que vai ajudar a construir o lar ‘Casa Betânia’ para idosos, na ilha do Príncipe, Diocese de São Tomé e Príncipe.

“É uma necessidade urgente, dada a situação dramática a que ali estão votados os idosos privados de condições mínimas para uma vida com dignidade. Demos, pois, um testemunho forte de generosidade”, explica o cardeal D. António Marto.

‘Renovar a nossa fisionomia e o nosso coração de cristãos’ é o tema da mensagem para a Quaresma 2019 do bispo da Diocese de Leiria-Fátima onde escreve para os seus diocesanos aproveitarem “bem este tempo de graça em que Deus mesmo cuida da saúde espiritual do seu povo e de cada um”.

Neste contexto, recomenda a iniciativa ‘24 horas para o Senhor’, nos dias 29 e 30 de março, uma sexta-feira e um sábado, cujo programa está “ao cuidado das paróquias, vigararias e outras comunidades”.

“Aproveitemos esta oportunidade para celebrar o sacramento da Reconciliação num contexto de adoração eucarística”, acrescenta.

D. António Marto assinala que não há Quaresma “sem a luz da Páscoa, isto é, sem o encontro com Cristo Ressuscitado”, e destaca a peregrinação diocesana ao Santuário de Fátima, dia 7 de abril, no quinto domingo da quaresma.

“Convido todos a participarem e, de modo particular, os jovens. Em consonância com o programa pastoral, peregrinaremos sob o lema ‘Ao encontro de Cristo com Maria e Francisco Marto’”, desenvolve.

A Quaresma começa com a celebração das Cinzas, este ano dia 6 de março, e o bispo de Leiria-Fátima assinala que “vem de novo ao encontro” num momento em que se sentem “abalados pelos escândalos dos abusos sobre menores cometidos na Igreja, preocupados com a onda crescente dos crimes de violência doméstica e inquietos com a exploração irresponsável do dom da criação”.

“Perante estes e muitos outros males do mundo e das nossas vidas, ressoa a palavra de ordem «convertei-vos e acreditai no Evangelho» que dá sentido a todo o caminho quaresmal”, destaca D. António Marto, na mensagem publicada no sítio online da Diocese de Leiria-Fátima.

A Quaresma é um tempo de 40 dias marcado por apelos ao jejum, partilha e penitência, um itinerário de preparação para a Páscoa, a principal festa do calendário cristão, em 2019 no dia 21 de abril.

CB

Partilhar:
Share