Livro “O tempo de Jesus – O mundo e as instituições judaicas” foi apresentado por Maria da Glória Garcia

Lisboa, 22 out 2020 (Ecclesia) – O biblista João Lourenço publicou hoje a obra “O tempo de Jesus – O mundo e as instituições judaicas”, um livro que contribui para a “terceira vaga” do estudo sobre Jesus.

“Em todos os países tem havido esforços, correntes e autores que dedicam mais atenção a melhorar o conhecimento do tempo de Jesus. E posso dizer que este livro pode ser um contributo para isso porque se enquadra no esforço de melhorar o conhecimento da época, do mundo e do ambiente de Jesus para melhor O compreender e a abrangência da sua mensagem”, afirmou o padre João Lourenço em declarações à Agência ECCLESIA.

O biblista lembrou que, desde meados do século XX desenvolveram-se correntes de estudo sobre Jesus que não se fundamentaram em perspetivas de “carácter ideológico”  nem colocaram em causa os textos para criar “vidas de Jesus”, antes consideraram os textos, o que “está na sua génese” e “para além” dos textos.

O professor na Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa (UCP) referiu que “estudar a pessoa de Jesus a partir de uma perspetiva idealista, sistemática ou meramente conceptual, mostrou-se insuficiente”.

O livro “O tempo de Jesus – O mundo e as instituições judaicas”, editado pela Universidade Católica Editora, foi apresentada pela antiga reitora da UCP Maria da Glória Garcia, que considerou a obra uma oportunidade de realizar uma “peregrinação” pelos “espaços, tempos e saberes” de Jesus.

Para Maria da Glória Garcia, conhecer o mundo e o tempo de Jesus “compromete cada um na melhoria da convivência social, na partilha do muito ou pouco que houver, na atenção aos outros para que a dignidade, em especial dos mais pobres e frágeis, seja respeitada”.

“Quem tenha sede de saber mais sobre a cultura judaica e sobre o tempo de Jesus, mas também quem julga tudo saber e não precisar de saber mais, que caminhe como eu caminhei pelas páginas deste livro do professor João Loureço. Procure e encontrará, como eu encontrei”, afirmou.

A antiga reitora da UCP desafiou o autor a continuar o seu estudo, agora sobre a mulher na cultura judaica e “o seu papel na história e no dia a dia da construção e identidade do povo a que pertence”.

“Deus, ao escolher um tempo e um lugar para Jesus, começou por escolher uma mulher, Maria”, lembrou.

A obra foi comentada também pelo padre Alexandre Palma, da direção da Faculdade de Teologia, que considerou o livro “O tempo de Jesus – O mundo e as instituições judaicas” uma obra que “documenta uma biografia académica, um saber acumulado e amadurecido” do seu autor.

“É um livro para todos os que se interessam por Jesus, crentes ou não crentes. Quem quiser conhecer Jesus não poderá ignorar o seu contexto. Para isso, este livro e o seu autor são um amigo seguro”, afirmou o padre Alexandre Palma.

Redigido em nove capítulos, a mais recente obra do padre João Lourenço apresenta o mundo político do período entre o Antigo e o Novo Testamento, as coordenadas económicas e sociais da época, as instituições e a diáspora judaica, os grupos e movimentos religiosos da época de Jesus e as teologias do judaísmo intertestamentário.

Os três últimos capítulos do livro falam do culto e da oração, da Sinagoga, da Escritura e da Comunidade e, a encerrar, apresenta um leitura do mundo judaico a partir do Novo Testamento.

PR

Partilhar:
Share