Fátima, 29 jul 2021 (Ecclesia) – D. Manuel Madureira Dias, bispo emérito do Algarve, publicou o livro ‘Maria de Nazaré, Mãe de Deus e Mãe nossa’, editado pelo Secretariado Nacional da Liturgia (SNL) de Portugal.

“Tive a preocupação de abordar os temas clássicos da Mariologia, com uma intenção catequética, sem pretender fazer uma teologia muito elevada, e, porventura, inacessível para muita gente”, explica o autor na introdução da nova obra, enviada à Agência ECCLESIA pelo SNL.

D. Manuel Madureira Dias adianta que em ‘Maria de Nazaré, Mãe de Deus e Mãe nossa’ procurou enquadrar cada um dos capítulos (nove) num contexto mais alargado que pudesse ajudar o leitor “a situar a pessoa de Maria de Nazaré na cultura do povo a que pertence, como mulher, como esposa e como mãe”.

“Dei maior relevo à maternidade de Maria, em razão de duas características fundamentais: a natureza deste Filho que é Filho do Homem, Servo de Javé, Messias, Filho de Deus; e a singularidade da própria maternidade, visto tratar-se de uma maternidade virginal e divina”, desenvolve.

O bispo emérito do Algarve contextualiza que depois de ter escrito um “pequeno livro, com doze capítulos”, sobre Jesus de Nazaré, não resistiu “ao desejo de dizer mais alguma coisa sobre Ele, embora de modo indireto”.

No prefácio, o cardeal D. António Marto, bispo de Leiria-Fátima, refere que o autor quis “construir uma mariologia teórico-prática, existencial e de pendor pastoral”, que resulte significativa para a experiência cristã e “manifesta bem” que está a par da melhor reflexão teológica contemporânea sobre Maria.

“Estamos perante um texto precioso, equilibrado e atualizado sobre ‘Maria de Nazaré, Mãe de Deus e Mãe nossa’, com um novo olhar e uma linguagem fiéis ao evangelho e à sensibilidade do homem de hoje”, acrescenta.

Na reflexão ‘Um novo olhar sobre Maria de Nazaré’, o bispo de Leiria-Fátima observa que o livro é publicado “um contexto significativo da vida da Igreja”, o que lhe dá uma particular relevância e atualidade.

Neste sentido, contextualiza que o Papa Francisco está a “comunicar à Igreja” uma espiritualidade, uma pastoral e uma teologia centradas na “‘revolução da ternura de Deus’, rico de misericórdia, revelada e comunicada no rosto de Cristo”.

O livro ‘Maria de Nazaré, Mãe de Deus e Mãe nossa’, de D. Manuel Madureira Dias, pode ser consultado no sítio online do Secretariado Nacional da Liturgia, que publicou a obra na sua coleção ‘Verbum caro’.

CB/OC

Partilhar:
Share