«É um aspeto bem positivo a imagem que trazemos, também muito positiva no contexto de outras experiências da Igreja» – D. José Ornelas

Foto Agência ECCLESIA/PR, D. José Ornelas

Fátima, 23 mai 2022 (Ecclesia) – O presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) disse à Agência ECCLESIA que a Santa Sé  confirmou e vai continuar a acompanhar o caminho que está a ser feito pela Igreja Católica sobre a proteção de menores.

“A nossa experiência já era relativamente conhecida e vimos de lá confirmados no caminho que estamos a fazer pelas congregações da Santa Sé que visitámos: vimos com mais coragem. Há aspetos que vamos continuar sempre a discutir juntos à medida que o caminho se vai fazendo”, disse D. José Ornelas, este sábado, em declarações à Agência ECCLESIA.

O presidente da CEP acrescentou que esse caminho “é o normal a fazer dentro da Igreja”.

Uma delegação da Conferência Episcopal Portuguesa reuniu com a Congregação para os Bispos e na Congregação para a Doutrina da Fé, organismos da Santa Sé que “mais de perto” acompanham a questão dos abusos sexuais na Igreja Católica, no dia 18 de maio, no Vaticano.

“É um aspeto bem positivo a imagem que trazemos, também muito positiva no contexto de outras experiências que a Igreja noutros países tem feito”, salientou D. José Ornelas.

No final de 2021, a CEP criou uma Comissão Independente para o Estudo dos Abusos Sexuais contra as Crianças na Igreja Católica Portuguesa, que começou os seus trabalhos no início deste ano.

O presidente da CEP lembra que no encontro no Vaticano foi assinalado que a Igreja está a fazer um caminho nesse sentido da proteção de menores e como tratar a questão dos abusos, “que é um problema transversal a toda a sociedade”, e outros grupos de Igrejas nacionais de vários países também “têm sido convidados”.

“Precisamente porque todos temos de encontrar caminhos comuns e que sejam cada vez mais incisivos e capazes de debelar dentro da Igreja, e também como caminho para toda a sociedade para encontrar respostas para estas situações deploráveis e que contradizem tudo aquilo que a Igreja é, e pensa, e é a sua missão”, desenvolveu D. José Ornelas.

De Portugal, participaram nas reuniões realizadas em Roma a presidência da conferência episcopal – D. José Ornelas, bispo de Leiria-Fátima e presidente, D. Virgílio Antunes, bispo de Coimbra e vice-presidente, e o padre  Manuel Barbosa, secretário – e três membros do Conselho Permanente da CEP – D. Manuel Clemente, patriarca de Lisboa, D. José Cordeiro, arcebispo de Braga, e D. Francisco Senra Coelho, arcebispo de Évora.

Em comunicado, a Conferência Episcopal Portuguesa informou que, por parte da Cúria Romana, estiveram presentes nestes encontros o cardeal Marc Ouellet e D. Ilson Montanari, respetivamente prefeito e secretário da Congregação para os Bispos, e cardeal Luis Ladaria, prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé.

CB/PR

Partilhar:
Share