«O envelhecimento é um tema central da vida portuguesa e europeia, que a pandemia veio evidenciar» – Manuel de Lemos

Lisboa, 13 out 2021 (Ecclesia) – A União das Misericórdias Portuguesas (UMP) está a promover um ciclo de conferências por todo o país para debater sobre o futuro do envelhecimento em Portugal, contando como convidados “personalidades de diversos quadrantes da sociedade portuguesa”.

“O envelhecimento é um tema central da vida portuguesa e europeia, que a pandemia veio evidenciar”, destaca o presidente da UMP, Manuel de Lemos, realçando que o objetivo destes debates é “conversar, ouvir opiniões diferentes e também sensibilizar a opinião pública para esta temática”.

Numa nota enviada à Agência ECCLESIA, a União das Misericórdias Portuguesas realça que a próxima sessão é esta quarta-feira, dia 13, em Pombal, e vão promover a 15 e 18 de outubro, no Peso da Régua e em Beja, respetivamente.

Procurando sensibilizar para o envelhecimento em Portugal, os debates vão contar com a participação de personalidades como José Vieira da Silva, ex-ministro da Segurança Social; Paulo Macedo, ex-ministro da Saúde e presidente executivo da Caixa Geral de Depósitos; Fernando Araújo, ex-secretário de Estado da Saúde e presidente do Centro Hospitalar Universitário São João.

O ciclo de conferências que vai refletir sobre o modelo de apoio em vigor e os desafios do futuro, tem como base o estudo “Envelhecimento: respostas seniores do futuro” desenvolvido pela UMP.

Através deste ciclo de conferências a União das Misericórdias Portuguesas pretende promover o debate sobre o envelhecimento, ouvindo para o efeito personalidades de diversos quadrantes da sociedade portuguesa.

A União das Misericórdias Portuguesas (UMP) é uma associação de âmbito nacional, criada em 1976 para orientar, coordenar, dinamizar e representar as Misericórdias, defendendo os seus interesses e organizando atividades de interesse comum.

Enquanto promotora da economia social, a UMP tem pautado a sua atuação pelo diálogo entre as Misericórdias e os diversos parceiros institucionais, participando ativamente na definição e execução de políticas públicas sociais, com o objetivo de assegurar respostas sociais e de saúde que contribuam para o desenvolvimento de uma rede de apoio para o bem-estar da população.

LFS

Partilhar:
Share