Grupo inclui jogadoras da seleção juvenil de futebol e seus familiares

Foto: JRS

Lisboa, 17 nov 2021 (Ecclesia) – O Serviço Jesuíta aos Refugiados (JRS Portugal) e a Romulus T. Weatherman Foundation vão receber 220 cidadãos afegãos em Portugal, incluindo jogadoras e familiares da Equipa Nacional de Futebol Juvenil Feminina do Afeganistão.

Num comunicado enviado à Agência ECCLESIA, o JRS Portugal anuncia também o resgate e acolhimento de pessoas que trabalharam para as Forças Armadas Portuguesas e outras famílias referidas pelo serviço da Companhia de Jesus.

“Sabemos por experiência que quando a sociedade civil e o governo se unem, centenas de vidas podem ser salvas. Quando damos a mão a quem está sozinho ou separado da sua família, quando acompanhamos e amplificamos as suas vozes, estamos a construir uma verdadeira cultura do encontro e de solidariedade, que nos une como seres que fazem parte de uma família maior: a família humana”, disse o diretor-geral do Serviço Jesuíta aos Refugiados em Portugal.

André Costa Jorge agradece “à família Weatherman, ao governo português e a todas as pessoas que tornaram isso possível, por darem esperança na humanidade e por salvarem todas estas vidas”.

O comunicado contextualiza que o resgate das jogadoras de futebol e das suas famílias começou no final de setembro, numa operação financiada pela The Romulus T. Weatherman Foundation, que se dedica a proteger as crianças e a “apoiar ideais democráticos em todo o mundo”.

No dia 19 setembro, Portugal acolheu 26 jogadoras de futebol da seleção feminina do Afeganistão, com idades entre os 14 e os 16 anos, que chegaram a Lisboa inseridas num grupo de 80 pessoas.

“Não obstante as boas notícias, temos consciência de que a realidade é agridoce e que centenas de pessoas ficaram de fora destes aviões. Estas duas centenas representam apenas uma pequena fração das dezenas de milhares de pessoas desesperadas por escapar do Afeganistão e que merecem uma oportunidade”, assinalaram Elizabeth H. Weatherman e Andrew P. Duncan, co-representantes da The Romulus T. Weatherman, que destacam também a importância da “colaboração dos vários governos”, para além dos recursos.

A Fundação Romulus T. Weatherman dedica-se a proteger as crianças e a apoiar ideais democráticos em todo o mundo.

O Jesuit Refugee Service, organização não-governamental católica internacional, foi fundada pela Companhia de Jesus, em 1980, e tem a missão de “acompanhar, servir e defender” a causa dos refugiados e das pessoas deslocadas à força em todo o mundo.

O JRS, que está em cerca de 50 países, serve e acompanha “mais de 500.000 migrantes todos os anos”; Em Portugal foi criado em 1992.

CB/OC

Migrações: Papa critica construção de muros e «deserto de indiferença», perante sofrimento de quem deixa a sua terra

Partilhar:
Share