Nova etapa da peregrinação com a Cruz e Ícone de Nossa Senhora decorre até 5 de março

Évora, 29 Jan 2022 (Ecclesia) – A Arquidiocese de Évora vai despedir-se este domingo dos símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), cruz e ícone de Nossa Senhora, entregando-os à diocese vizinha de Portalegre-Castelo Branco.

O ato de despedida dos símbolos da JMJ iniciou-se na noite desta sexta-feira, pelas 21h00, com a chegada ao Rossio de São Brás e foram em procissão até à Igreja de São Francisco naquela cidade, segundo nota enviada à Agência ECCLESIA.

Naquela igreja eborense realizou-se uma vigília de oração presidida pelo Arcebispo de Évora, D. Francisco Senra Coelho.

Já este sábado, pelas 10h00 realizou-se o encontro com as famílias, movimentos e comunidades religiosas, e conferência “Maria aos Pés da Cruz” por D. José Alves, seguida da eucaristia, na Igreja de São Francisco.

Durante o dia, os símbolos passam pela Paróquia de Nossa Senhora da Saúde, Igreja da Sagrada Família – Álamos e Santo Antão, voltando às 21h30 para São Francisco.

Este domingo e último dia do acolhimento, os símbolos JMJ vão estar na Igreja Nossa Senhora de Fátima, com Eucaristia pelas 11h30, seguindo-se pelas 14h00 a visita ao Seminário Maior de Évora, aos Bombeiros, PSP e GNR.

Os símbolos JMJ chegam pelas 16h30 à Igreja de Nossa Senhora Auxiliadora, com Eucaristia pelas 18h30, presidida por D. Francisco Senra Coelho, e entrega à Diocese de Portalegre-Castelo Branco.

Esta celebração vai ser transmitida em direto pelo facebook e site da Arquidiocese de Évora e pela Rádio Esperança.

Tendo como ponto de partida a citação bíblica do Evangelho de São Lucas “Maria levantou-se e partiu apressadamente” (Lc 1, 39) que o Papa Francisco escolheu, a XXVIII JMJ irá acontecer pela primeira vez em Portugal, na cidade de Lisboa, de 01 e 06 de Agosto de 2023.

Antecipando este grande evento, os símbolos da JMJ, que se peregrinam por todas as dioceses de Portugal, vão em Portalegre-Castelo Branco de 30 de janeiro a 5 de março de 2022, com passagem pelos cinco arciprestados, comprometidos com “o Sonho de Chegar a Todos”.

“Espera-se que este seja um tempo de intensa mobilização, renovação e comunhão, temperado com a alegria e o colorido que os Jovens sempre trazem consigo”, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

Por vontade expressa do Papa São João Paulo II, existem dois símbolos que se fazem presentes em todas as JMJ: a Cruz Peregrina e o Ícone de Maria, Salus Populi Romani.

Durante a estadia na Diocese de Portalegre – Castelo Branco, o comité organizador diocesano (COD) vai fazer um “Diário JMJ” nas redes sociais e publicar o programa mais detalhado e por arciprestado, a cada semana, refere Vanessa Alves, do Departamento de Comunicação do organismo.

LFS

Partilhar:
Share