Rui Oliveira, do agrupamento 455 Vermil, Guimarães, representa organização

Foto: Associação Académica da Universidade do Minho

 

Lisboa, 17 jan 2022 (Ecclesia) –Rui Oliveira, escuteiro do agrupamento 455 Vermil (Guimarães), foi eleito presidente do Conselho Nacional de Juventude em representação do Corpo Nacional de Escutas – CNE, informou hoje esta instituição.

Em comunicado enviado à Agência ECCLESIA, o CNE, Escutismo Católico Português, refere que esta é a segunda vez que assume a presidência CNJ.

Rui Oliveira, de 25 anos, é natural de Guimarães e estuda Engenharia Mecânica na Universidade do Minho.

O novo presidente do CNJ iniciou o seu percurso no escutismo aos seis anos de idade; em paralelo, assumiu funções na Associação Académica da Universidade do Minho.

“É com muito agrado que recebo este voto de confiança para a presidência do Conselho Nacional da Juventude. Este é um voto de confiança que acarreta muita responsabilidade ao CNE”, assinala o responsável.

Foto: Associação Académica da Universidade do Minho

Rui Oliveira aponta a “uma agenda de promoção de mais e melhores condições para a juventude para o presente e futuro de Portugal”.

“Juntamente com a direção eleita vamos dedicar os próximos dois anos a promover o melhor para a juventude nos órgãos de decisão e em proximidade com os jovens”, acrescenta.

Ivo Faria, chefe nacional do CNE, assume que esta eleição “representa uma responsabilidade e o compromisso de contribuir para uma nova dinâmica de envolvimento das associações de juventude em Portugal”.

“Esta nova etapa na presidência do CNJ marca também uma intenção clara de apostar, cada vez mais, numa participação reforçada dos jovens na definição das políticas que moldam o futuro deles próprios, mas mais do que isso, da nossa sociedade portuguesa. Como chefe nacional do CNE, sinto-me muito feliz e honrado pela confiança que as quase 4 dezenas de associações membro depositam em nós e no trabalho de todas e todos nesta construção”, disse ainda.

O Conselho Nacional de Juventude (CNJ), criado em 1985, é a Plataforma representativa das organizações de juventude de âmbito nacional, abrangendo as mais diversas expressões do associativismo juvenil (culturais, ambientais, escutistas, partidárias, estudantis, sindicalistas e confessionais).

OC

Partilhar:
Share