«Convosco aprendi a ser pastor», disse o sacerdote à comunidade paroquial da zona histórica do Porto

Foto Voz Portucalense/Rui Saraiva

Porto, 27 set 2021 (Ecclesia) – O padre Agostinho Jardim Moreira, da Diocese do Porto, está há mais de meio século na Paróquia de São Nicolau e esse serviço ficou registado no livro ‘50 anos, em comunidade a Evangelizar e Servir’, que foi apresentado este sábado.

“Homem de diálogo; grande proximidade e simplicidade; defendeu os direitos e a voz dos paroquianos”, disse Fátima Pinto sobre o padre Agostinho Jardim Moreira, em nome da paróquia, informa o jornal ‘Voz Portucalense’.

“Convosco aprendi a ser pastor”, afirmou o sacerdote à comunidade paroquial da zona ribeirinha da cidade do Porto, assinalando que o livro ‘50 anos, em comunidade a Evangelizar e Servir’ tem “testemunhos de vida e percursos de fé”.

O padre Agostinho Jardim Moreira realçou que Deus deu-lhe a “bênção” de “poder viver” a sua fé “integrado numa comunidade” e recordou a carta que escreveu a D. António Ferreira Gomes, bispo do Porto entre 1952 e 1982, a dizer que gostaria de servir uma paróquia pobre.

Neste contexto, o sacerdote que está ao serviço da Paróquia de São Nicolau há mais de 50 anos lembrou a miséria que encontrou e a vigilância que a polícia politica, a PIDE, fazia às suas homilias na igreja na zona histórica do Porto.

O bispo do Porto destacou a “sensibilidade e simplicidade” do padre Agostinho Jardim Moreira num percurso de vida “amável e generoso”, referindo-se também ao papel da comunidade paroquial no trabalho de um pároco, uma vez que “quem faz o pastor são as ovelhas”.

“A Igreja do Porto agradece”, afirmou o D. Manuel Linda.

O jornal diocesano ‘Voz Portucalense’ informa que foram os vários os intervenientes na sessão de apresentação do livro ‘50 anos, em comunidade a Evangelizar e Servir’, como D. António Taipa, bispo auxiliar emérito do Porto, que salientou a presença “do bispo, do presbítero e dos fiéis batizados”.

“Hoje está aqui a Igreja”, realçou o bispo auxiliar emérito do Porto que foi condiscípulo do padre Agostinho Jardim Moreira.

O padre Agostinho Jardim Moreira, que é também o presidente de Rede Europeia Anti-Pobreza em Portugal, nasceu a 22 de novembro de 1941, e foi ordenado sacerdote a 15 de agosto de 1966.

CB

 

 

Partilhar:
Share