Coordenadora destaca «fecundidade» que tem marcado este projeto dedicado às pessoas com deficiência intelectual

Lisboa, 15 jan 2018 (Ecclesia) – O Movimento Fé e Luz vai assinalar no dia 04 de fevereiro os 40 anos da Comunidade da Senhora da Conceição, no Porto, com uma celebração nacional presidida por D. Carlos Azevedo.

Em comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA, a coordenadora da referida comunidade, Teresa Brito, destaca uma festa que “vai reunir todas as Comunidades Fé e Luz do país”, e membros do clero “ligados a este Movimento”.

No caso de D. Carlos Azevedo, atual delegado do Conselho Pontifício para a Cultura, ele é “um antigo pároco de Nossa Senhora da Conceição”, recorda a mesma responsável.

A missa está marcada para as 10h30 do dia 04 de fevereiro, com o programa a prosseguir depois com um “almoço partilhado” e uma “visita à exposição comemorativa” deste dia, intitulada ‘Do fruto à semente – história dos 40 anos”.

As atividades, que vão contar com a presença do vice-coordenador internacional do Movimento Fé e Luz, Raúl Izquierdo Garcia, terminam com uma “cerimónia de envio”.

O Movimento Fé e Luz, que tem na sua génese o cuidado com as pessoas com deficiência intelectual, também as suas famílias, nasceu em 1971 em França, através da ação de dois leigos: o filósofo e teólogo Jean Vanier e a professora francesa Marie Helene Mathieu.

A primeira comunidade ‘Fé e Luz’ em Portugal surgiu ligada à Paróquia da Ajuda, Diocese de Lisboa, em 1976, com o nome de ‘Nossa Senhora das Candeias’.

Ao promover esta festa, o Movimento Fé e Luz quer dar também ênfase à “fecundidade” que tem marcado estas quatro décadas, como “semente” que caiu “em boa terra e que por isso germinou”.

Teresa Brito salienta que “os antigos elementos da Comunidade estão todos convidados a estar presentes neste momento de grande alegria”.

JCP

Partilhar:
Share