Porto, 12 Fev 2020 (Ecclesia) – O padre Manuel Fernando Soares da Silva foi eleito, esta segunda-feira, como presidente da Irmandade dos Clérigos (Porto).

Na assembleia, presidida por D. António Taipa, bispo auxiliar emérito do Porto, foram eleitos os corpos gerentes para o triénio de 2020-2022, refere uma nota enviada à Agência ECCLESIA.

O padre Jorge Manuel Duarte Oliveira foi eleito presidente da assembleia geral daquela instituição que adquiriu “relevância” na “igreja e na cidade” e é “reconhecida nacional e internacionalmente”, disse D. António Taipa.

Participaram 29 membros com direito a voto e, depois da votação secreto, a lista A teve 28 votos, houve uma 1 abstenção.

A mesa da Assembleia Geral tem como presidente, Jorge Manuel Duarte Oliveira; o secretário é Fernando de Lima Milheiro Leite e José Lopes Baptista é o vogal.

O presidente ou juiz da direção é Manuel Fernando da Silva, tendo como vice-presidente Augusto Manuel da Silva; como  secretário, Bruno Ferreira; André Aguiar Soares e António Almiro Mendes são respetivamente tesoureiro e vogal.

António Coelho de Oliveira é o presidente do conselho para os Assuntos Económicos, com dois assessores –  Luís Manuel Mateus e Luís Borges Martins -, informa o semanário ‘Voz Portucalense’.

A Irmandade dos Clérigos nasceu em 1707, resultando da união de três Irmandades da cidade do Porto, para exercer obras de piedade ou de caridade.

Em 1753 o arquiteto italiano Nicolau Nasoni foi convidado para desenhar e construir a nova sede, um trabalho que inicia em 1732, e a Torre dos Clérigos abria as suas portas em 1763, tornando-se a mais alta torre sineira em Portugal, com mais de 75 metros, lê-se na sua página na rede social Facebook.

LFS/CB

Partilhar:
Share