«MISSIO» está patente até dia 3 de setembro

Vila Nova de Gaia, 03 ago 2019 (Ecclesia) – A oitava Anual Coletiva de Artes Plásticas promovida pela Paróquia de São Salvador de Grijó pode ser visitada no mosteiro até 3 de setembro, com o apoio da Diocese do Porto e da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia.

“Abrimos as portas do mosteiro aos artistas para encurtar a distância entre a arte e a fé, a Igreja e a cultura”, disse o padre António Coelho à Agência ECCLESIA.

O pároco de Grijó, na Diocese do Porto, afirma que a exposição de arte “encurta a distância entre a arte e a fé, a Igreja e a cultura” e que o tema ‘Missio’ é inspirado no atual Ano Missionário.

“Fizemos a proposta aos artistas que conhecemos de longa data para que fizessem estes trabalhos e estamos muito gratos pela sua colaboração”, observa, a respeito das obras de 70 artistas, que são acompanhadas por um poema ou reflexão, a inspiração proposta a cada autor.

O pároco de Grijó explica que, ao longo dos anos, os bispos do Porto – D. Manuel Clemente, D. António Francisco dos Santos e, agora, D. Manuel Linda – “aproveitam para um contacto muito pessoal com todos os artistas”.

“Vale a pena porque este contacto, esta proximidade, é muito importante para eles e para nós”, realça o padre António Coelho.

O sacerdote explicou que no contexto do Ano Missionário, determinado pela Conferência Episcopal Portuguesa, escolheram o título ‘Missio’ para a 8ª edição da mostra.

“Motivados sempre pelos acontecimentos da vida paroquial, diocesana e também da Igreja universal, apresentamos em muitas exposições – esculturas, telas, paramentos, objetos litúrgicos, livros de registos – e aproveitamos para restaurar muitas peças que estavam arrecadadas e que os grijoenses não conheciam”, desenvolveu.

O padre António Coelho contextualiza que começaram a fazer exposições em 1997 nas salas do Mosteiro de Grijó, “especialmente, na altura de férias”, quando “não há necessidade” de utilizar os espaços para a vida da comunidade, como a catequese ou os habituais ensaios do coro do mosteiro.

O responsável pela Paróquia de São Salvador de Grijó, em Vila Nova de Gaia, lembra ainda que, neste processo, também provocaram os paroquianos e catequisandos para construírem peças – “presépios, Cristos, fotografias, pinturas – que deram também origem a muitas exposições”.

A Anual Coletiva de Artes Plásticas está integrada nas festas do padroeiro da Paróquia de Grijó, e do programa religioso destaca-se a Missa e procissão a São Salvador, este domingo, a partir das 10h00; para hoje, está prevista uma procissão e velas e celebração da Palavra, às 21h30.

HM/CB/OC

 

Partilhar:
Share