Encontro europeu decorreu em Portugal

Lisboa, 03 ago 2019 (Ecclesia) – A Juventude Operária Católica (JOC) Portugal recebeu o seu Encontro Europeu de Militantes, com o tema ‘Dar esperança aos jovens no futuro do trabalho depois da Laudato Si’, de 25 a 29 de julho, na Diocese do Porto.

“Os jovens querem assim, contribuir para uma sociedade mais justa e igualitária através da luta pelos seus direitos e uma vida mais digna”, afirma a JOC Portugal.

O movimento católico contextualiza que a sociedade está num ponto de “muitos desafios” e dá como exemplo “o crescimento da automação, robótica e inteligência artificial”.

Neste contexto, “diante de uma nova revolução”, no encontro europeu os militantes da JOC puderam partilhar “as suas experiências de trabalho, o que os motiva e os faz felizes no mundo laboral” mas também o que os preocupa “com o futuro do trabalho”.

‘Dar esperança aos jovens no futuro do trabalho depois da Laudato Si’ foi o tema que mobilizou aproximadamente 120 jovens de Portugal, Espanha, França, Itália, Malta, Hungria, Inglaterra, Irlanda e Escócia.

O programa do Encontro Europeu de Militantes da JOC incluiu seminários e workshops de desenvolvimento, entre 25 e 29 de julho, no Centro Escutista de São Mamede de Infesta, na Diocese do Porto.

“Esperamos ter contribuído para o crescimento destes jovens e que se lembrem sempre dos momentos de partilha, diversão e alegria que viveram nestes dias”, acrescenta a Juventude Operária Católica Portugal.

A JOC – Juventude Operária Católica – é um movimento de jovens, pelos jovens e para os jovens, “inquietos com a realidade; Chegou a Portugal em 1935 e nasceu na Bélgica, 10 anos antes, por iniciativa do jovem padre Joseph Cardijn e um grupo de jovens trabalhadores.

CB

Partilhar:
Share