Iniciativa organizada pelo centenário da morte do bispo do Porto

Porto, 07 mai 2018 (Ecclesia) – O Centro de Estudos de História Religiosa (CEHR) vai promover o colóquio ‘Entre a Monarquia e a República: os tempos de D. António Barroso no centenário da sua morte (1918-2018)’, entre hoje e esta sexta-feira, no Paço Episcopal do Porto.

Num comunicado enviado à Agência ECCLESIA, o CEHR-Porto informa que o colóquio pretende abordar “a vida e a ação pastoral” de D. António Barroso, “inscritas no cenário político, social e eclesial do seu tempo”, entre a Monarquia e a República.

‘Entre a Monarquia e a República: os tempos de D. António Barroso no centenário da sua morte (1918-2018)’, é do tema do hoje e esta sexta-feira, no auditório do Paço Episcopal do Porto.

As conferências no primeiro dia desenvolvem-se a partir do tema ‘a sociedade, o Estado e a Igreja entre a Monarquia e a República’, e no dia seguinte ‘Um homem no seu tempo: da vida e da ação pastoral de D. António Barroso’.

Entre os oradores encontram-se Fernando Catroga; António Matos Ferreira; o investigador Sérgio Ribeiro Pinto; padre Adélio Abreu; o padre Jesuíta António Júlio Limpo Trigueiros, D. Carlos Azevedo, delegado do Conselho Pontifício para a Cultura (Santa Sé).

Do programa destaca-se esta tarde, às 18h00, a visita ao Museu do Seminário Maior de Nossa Senhora da Conceição – Porto, e no dia 8, o lançamento do livro ‘Dos Homens e da Memória: Contributos para a história da Diocese do Porto’, às 17h00, seguido de uma visita ao Paço Episcopal.

D. António Barroso foi bispo do Porto, entre 1899 e 1918, com um estilo missionário e uma “irredutível firmeza, esta no contexto subsequente à afirmação da República, em 1910”.

O prelado nasceu em Remelhe, Barcelos, em 1854, e frequentou o Seminário das Missões de Cernache do Bonjardim, antes de ser ordenado presbítero, em 1879; Foi missionário, ao serviço do Padroado português, em Angola e Congo, em Moçambique e em Meliapor.

O Centro de Estudos de História Religiosa assinala que todas as informações sobre o colóquio estão na sua página na internet, e informa que a participação é gratuita mas era “sujeita a inscrição”, existindo um formulário online.

CB/OC

Partilhar:
Share