D. Manuel Linda abençoa cidade, desde a Ponte D. Luís (c/vídeo)

Porto, 12 abr 2020 (Ecclesia) – O bispo do Porto saudou hoje todos os que ajudam os outros a superar as dificuldades da vida, em particular da atual pandemia de Covid-19, comparando-os à figura que, segundo os Evangelhos, ajudou Jesus a levar a cruz.

Na Missa de Páscoa, a que presidiu na igreja dos Grilos (São Lourenço), D. Manuel Linda prestou homenagem aos “cireneus da atualidade, pessoal de saúde, forças de socorro e segurança, trabalhadores e responsáveis das instituições de assistência, autarcas e outros dirigentes sociais”.

“Vós que ajudais a levar a cruz de tantos, tende a certeza de que também participais da alegria emocionante desta Páscoa florida”, acrescentou, numa intervenção enviada à Agência ECCLESIA.

Caros fiéis em Cristo que habitualmente viveis as dores de uma existência fechada, agora tornadas mais agudas por esta pandemia que atingiu o nosso mundo, coragem! O ressuscitado está convosco como garante de uma esperança que não engana, certeza de perene consolação e penhor de vida”.

O bispo do Porto afirmou que a fé na ressurreição de Jesus passa pelo “coração”, por dizer respeito a uma pessoa e não a uma “doutrina”.

“O centro do Evangelho é a ressurreição de Cristo. Acreditai nela! Mas para acreditar, é preciso amar o mesmo Cristo: para crer, antes, é preciso querer. Disponde os vossos corações ao amor, pois só aí pode germinar a fé”, apelou.

Após a Missa, D. Manuel Linda quis abençoar a diocese e o país, desde o tabuleiro superior da Ponte D. Luís, recuperando a tradição da ‘Procissão da Ressurreição’.

No momento da bênção forma recordados os que morreram na pandemia, os doentes de Covid-19 e suas famílias, os profissionais de saúde e dos lares de idosos, rezando pela “graça de, brevemente, poder regressar à vida normal”.

OC

Publicado por Diocese do Porto em Domingo, 12 de abril de 2020

Partilhar:
Share