Participantes sublinharam necessidade de promover um «dinamismo permanente» de escuta e participação

Foto: Comissão de Gestão do Património Religioso – Diocese de Portalegre-Castelo Branco

Portalegre, 25 Jan 2022 (Ecclesia) – Os padres e diáconos da Diocese de Portalegre-Castelo Branco estiveram, esta segunda-feira, numa jornada de formação, realizada em formato online, a aprofundar o tema “Sinodalidade da Igreja”.

A jornada, que contou também com a presença do bispo diocesano, D. Antonino Dias, teve como orientador o padre João Eleutério, sacerdote do Patriarcado de Lisboa e professor de Teologia na Universidade Católica Portuguesa.

“A urgência de uma Igreja cada vez mais sinodal não é apenas uma questão pontual, um episódio de uma epopeia ou um conjunto de conclusões teóricas a escrever” porque “a sinodalidade é existência e experiência e, por isso, um dinamismo permanente da vida da Igreja”, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA

O padre João Eleutério sublinhou a natureza de “uma Igreja fiel à sua identidade; uma Igreja consciente do imperativo do anúncio da fé pascal; uma Igreja sujeito onde todos, pelo batismo, são sujeitos; uma Igreja estruturada pela ministerialidade onde um ou alguns são constituídos para o serviço de todos; uma Igreja que celebra e encontra na estrutura dialógica da liturgia o paradigma da estrutura comunitária; uma Igreja que se realiza também através de estruturas, processos e eventos onde o Ministério de Pedro é testemunha da fé de todos os cristãos; uma Igreja em permanente conversão pastoral já que o diálogo pressupõe a escuta e ajuda a ultrapassar divergências que não construam comunhão”.

No segundo tema, o orador refletiu sobre a “Sinodalidade e Catolicidade: dez tarefas para fazer uma Igreja diferente”.

LFS

Partilhar:
Share