Irmã Fernanda Luz tomou posse como diretora do secretariado diocesano

Foto: Agência ECCLESIA/LFS

Portalegre, 21 out 2019 (Ecclesia) – A nova diretora do Secretariado da Pastoral Juvenil da Diocese de Portalegre-Castelo Branco, irmã Fernanda Luz, disse que pretende “escutar os jovens”, antes de “planificar” o trabalho a realizar.

A irmã Fernanda Luz, da Congregação das Filhas de Maria Auxiliadora, que tomou posse este sábado, em Constância”, disse à Agência ECCLESIA que quer “também investir numa dinâmica de maior formação na linha da interioridade”.

Como a Diocese de Portalegre-Castelo Branco “é muito dispersa”, o secretariado vai realizar, para além dos encontros diocesanos, várias “iniciativas a nível arciprestal” dado que “há muita dificuldade na deslocação dos jovens”.

A religiosa considera que se os jovens não aderem é porque “não conhecem o verdadeiro rosto de Jesus Cristo nem o verdadeiro rosto da Igreja”.

No encontro diocesano realizado em Constância esteve presente o irmão David, membro português da Comunidade de Taizé (França), que deu o seu testemunho sobre a vivência naquela aldeia ecuménica.

Foto: Agência ECCLESIA/LFS

Nos últimos anos, o número de jovens portugueses que se deslocam à Comunidade de Taizé tem “aumentado” e “são cada vez mais os jovens que batem à porta”, salientou o irmão David.

Este número crescente de jovens “demonstra que há uma sede de sentido e de algo mais”, realçou.

A Comunidade de Taizé proporciona aos jovens um tempo de “oração simples e uma partilha constante e comunitária”, explicou o irmão David.

LFS

Partilhar:
Share