Movimento juvenil vai estar também na Paróquia de Gaula, na Diocese do Funchal

Foto Juventude Mariana Vicentina; Missão Jovem 2019

Lisboa, 16 jul 2018 (Ecclesia) – A Juventude Mariana Vicentina realizou a sua ‘Missão Jovem JMV’ 2019 na Paróquia de Oleiros, na Diocese de Portalegre-Castelo Branco, e vai estar também em Gaula, no Funchal, entre 20 e 28 deste mês.

Num comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA, o coordenador da ‘Missão Jovem JMV’ explica que realizam atividades com “crianças e adolescentes da catequese, com os jovens, mas também com os idosos”, entre 6 e 14 de julho.

António Clemente explica que o programa diário da ‘Missão Jovem JMV’ incluía, na parte da manhã, a oração de Laudes e Eucaristia com a comunidade na igreja de Oleiros, e depois os jovens “partiam para a ação”, na creche e no Lar da Santa Casa da Misericórdia.

O serviço com os idosos “foi essencialmente de escuta, mas também atividades de estimulação cognitiva e motora” e animação, enquanto com às crianças deram “a conhecer o amigo Jesus, com linguagem adaptada através de jogos e de parábolas”.

A equipa missionária composta por catorze jovens da JMV, um padre Vicentino e uma freira Filha da Caridade para além do serviço missionário na Paróquia de Oleiros, onde realizaram também “uma caminhada catequética”, estiveram também nas Paróquias de Cambas, Orvalho e Isna onde dinamizaram, por exemplo, adoração Eucarística e meditaram “sobre Maria enquanto modelo de serviço e de caridade”.

‘Membros de um só corpo’ foi o tema do encontro de formação dos agentes de pastoral que também foi “muito importante”, como os vários encontros com os jovens que os entusiasmaram “para os serviços que podem e devem assumir na paróquia”

“No contacto com os jovens, os jovens da JMV procuraram dar testemunho sobre como é fazer caminho na Igreja seguindo os modelos de Maria e São Vicente de Paulo”, acrescentou o coordenador da ‘Missão Jovem’, assinalando que deram a conhecer o carisma Vicentino, divulgaram a mensagem da Medalha Milagrosa e encerraram a a semana missionária com um Sarau Cultural ao ar livre, no jardim municipal.

A segunda semana missionária JMV 2019 é na Paróquia de Gaula, na Diocese do Funchal, entre 20 e 28 deste mês.

“Pretendemos levar a Boa Nova de Jesus Cristo à ‘pérola do Atlântico’ e também dar a conhecer o carisma vicentino aos jovens da Madeira”, refere o coordenador da ‘Missão Jovem JMV’.

Foto Juventude Mariana Vicentina; Missão Jovem 2019

A estrutura da equipa é a mesma, os jovens, um padre Vicentino e uma freira da Companhia das Filhas da Caridade, e para além das atividades com crianças e jovens vão dinamizar ações com os utentes da Casa da Sagrada Família e Refúgio São Vicente de Paulo e apresentar “propostas pastorais de formação e oração” à comunidade paroquial.

“Cristo Vive!”, chama-nos à atenção o Papa Francisco. E precisamente disso mesmo que os jovens da JMV pretendem dar testemunho: que Jesus está presente no meio de nós e, em especial, que o podemos encontrar em cada um dos nossos irmãos mais necessitados, seja do pão ou da Palavra, ambos manifestações do Seu Amor.

António Clemente afirma que as iniciativas de missão são “uma resposta missionária ao apelo” do Papa Francisco de uma “Igreja em Saída” do movimento juvenil católico que tem por objetivo “acompanhar os jovens cristãos no crescimento da sua fé”.

A Juventude Mariana Vicentina existe em Portugal há 35 anos e conta com 23 grupos; O movimento está em mais de 66 países e é “fruto de um desejo revelado nas aparições de Nossa Senhora”, a Santa Catarina Labouré, religiosa Filha da Caridade, em 1830, tendo início nos colégios internos da congregação em Paris.

CB

Partilhar:
Share