Bispo celebrou Missa Crismal na Sé de Castelo-Branco

Missa Crismal na Sé de Castelo Branco. Foto: Agência ECCLESIA/HM

Castelo-Branco, 01 abr 2021 (Ecclesia) – D. Antonino Dias disse hoje que cada padre deve procurar a santidade, para poder “ajudar os irmãos” a viver a mesma vocação, assente na “intimidade com Deus e amor à Igreja”.

“Que Ele renove em cada um a infusão do espírito de santidade que nos torna semelhantes a Ele, para agirmos em seu nome, viver em nós os seus sentimentos e orientarmos incansavelmente os irmãos para a santidade nas comunidades cristãos. Foi para isso que nos chamou, nos chama amigos e em nós confiou”, afirmou o bispo de Portalegre-Castelo Branco na homilia da celebração da Missa Crismal esta manhã na Sé, em Castelo-Branco.

O responsável convidou os padres, reunidos na Sé para a renovação das promessas sacerdotais, a deixarem “ecoar” dentro de cada um a certeza de que a escolha não coube aos próprios mas a Deus.

“Temos de deixar ecoar dentro de nós o Senhor a dizer «não fostes vós que me escolhestes, mas eu que vos escolhi, para estarem comigo, para darem, fruto e para que o fruto permaneça»”, afirmou.

D. Antonino Dias explicou que a esta amizade, cada um deve corresponder “amando os outros”, procurando animar e dinamizar as comunidades confiadas.

“É fundamental a consciência de que nunca falte ao sacerdote o dom do Espírito Santo que nos faz agir em função do convite que Deus fez e no envio. A consciência do dom funda e sustenta a inabalável confiança do padre nas dificuldades, tentações nas fraquezas que encontra no seu caminho espiritual”, resumiu.

LS

 

Partilhar:
Share