Equipa nacional quer «reflexão evangélica de suporte à ação pastoral» destinada a todos

Foto Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Lisboa, 31 out 2019 (Ecclesia) – O Serviço Pastoral a Pessoas com Deficiência quer que as dioceses portuguesas estejam mais atentas na promoção de “dinâmicas” que envolvam “pastoralmente” as pessoas com deficiência e as suas famílias.

A conclusão consta do comunicado final do II Encontro Nacional do Serviço Pastoral a Pessoas com Deficiência, que reuniu em Santarém com este lema «As comunidades cristãs precisam das Pessoas com Deficiência», decorrido entre os dias 25 e 27 de outubro.

O encontro nacional, que integrou o III Encontro inter-diocesano, “qualificou a cultura de interação das equipas diocesanas com a Equipa Nacional, proporcionou o aprofundamento das questões e dos desafios da inclusão eclesial e consensualizou as principais linhas de atuação da Pastoral Nacional a Pessoas com Deficiência, em diversificados domínios pastorais, sempre com a audição, consulta, informação e participação direta destas pessoas”, assinala a Direção Nacional do Serviço Pastoral a Pessoas com Deficiência num comunicado enviado à Agência ECCLESIA.

A equipa nacional afirma que “a qualidade das mensagens das palestras, testemunhos e vivências litúrgicas inclusivas” resulta num “reforço dos seus compromissos de fé e de esperança” entre os participantes, que pedem consequente “reflexão evangélica de suporte à ação pastoral inclusiva”.

O assistente nacional, o padre António Martins, manifestou a disponibilidade da equipa nacional para “continuar a apoiar as equipas diocesanas, na necessária sintonia de valores de serviço evangélico”.

A equipa desta os encontros como “lugares de celebração, festa, reflexão e aprendizagem”.

LS

Partilhar:
Share