«Não podemos viver sem a comunidade cristã, a família do Senhor» – D. Manuel Quintas

Foto: Folha do Domingo

Faro, 05 abr 2021 (Ecclesia) – O bispo do Algarve convidou os diocesanos a regressar à Eucaristia nas comunidades, depois de um confinamento que levou ao acompanhamento das celebrações através dos meios digitais.

“Gostaria de vos exortar a não cairmos na tentação, de nos acomodarmos a seguir a Eucaristia pelos meios digitais (não me atrevo a utilizar o termo participar) quando se nos oferece a possibilidade de nela participar presencialmente, em comunidade”, disse D. Manuel Quintas, no Domingo de Páscoa.

Numa intervenção divulgada pelo jornal diocesano ‘Folha do Domingo’, o bispo do Algarve sublinhou que não se deve transformar o “tempo de exceção em tempo de normalidade”.

“Não podemos viver sem a comunidade cristã, a família do Senhor. Precisamos de encontrar os irmãos que partilham a filiação de Deus, a fraternidade de Cristo, a vocação e a procura da santidade e da própria salvação na rica diversidade de idades, histórias pessoais, carismas e vocações”, desenvolveu.

D. Manuel Quintas assinalou, a este respeito, que é “oportuno” o serviço prestado pelos meios de comunicação na transmissão das celebrações, em prol dos doentes e das pessoas que continuam impedidas de uma participação presencial na Eucaristia dominical ou semanal.

O responsável destacou, na celebração da Páscoa de 2021, que a “alegria” que constitui “verdadeiro antídoto para um coração comodista e triste”.

Foto: Folha do Domingo

Na noite de sábado, o bispo do Algarve alertou que há sempre um sepulcro que “espreita a falta de esperança” e há “sempre uma pedra para remover”, como acontece com a recente pandemia.

O jornal diocesano ‘Folha do Domingo’ informa ainda, sobre as celebrações do Tríduo Pascal, que D. Manuel Quintas convidou a “adorar e abraçar” a cruz de Jesus, na celebração da Paixão e Morte de Jesus, em Sexta-Feira Santa, para “encontrar a coragem de abraçar todas as contrariedades”.

CB/OC

Partilhar:
Share