Francisco recebeu hoje em audiência os Padres Josefinos, congregação que se dedica à evangelização e educação dos mais novos

Cidade do Vaticano, 31 ago 2018 (Ecclesia) – O Papa salientou hoje no Vaticano a necessidade de uma Igreja Católica que saiba estar próxima e ouvir os jovens, durante uma audiência com os participantes do Capítulo Geral da Congregação dos Oblatos  de São José de Asti, conhecidos como Josefinos.

“O melhor meio para construir um futuro sólido é a alegria de falar aos jovens sobre Jesus Cristo, lendo com eles o Evangelho e confrontá-lo com a vida!”, apontou Francisco durante o encontro que teve lugar na Sala do Consistório, da Santa Sé.

Na sua intervenção, publicada pelo portal Vatican News, o Papa argentino desafiou também cada membro daquela congregação “a viver e trabalhar na Igreja e no mundo com as virtudes de São José, o Esposo de Maria: humildade, intimidade com o Senhor, silêncio e escondimento, zelo apostólico”.

“Que a perspectiva de servir a Jesus na Igreja e em cada um dos nossos irmãos e irmãs, com particular atenção aos jovens e aos mais humildes, possa sempre marcar a vossa vida e fazer brotar a vossa alegria”, exortou Francisco.

A Ordem dos Padres Josefinos foi fundada por São José Marello (1844 – 1895) há 140 anos com a missão de promover a evangelização e educação dos mais novos, sobretudo de crianças e jovens mais carenciados.

Na audiência desta sexta-feira, o Papa saudou o novo Superior Geral da congregação, o padre   
Jan Pelczarski, e todos os Conselheiros entretanto eleitos.

O Senhor serve-se de vocês para o bem das almas”, lembrou Francisco, que fez votos de que São José, padroeiro da Igreja Universal, e São José Marello, intercedam sempre pelo sucesso da missão dos Padres Josefinos no mundo.

JCP

Partilhar:
Share