D. Paul Richard Gallagher assinalou 20.º aniversário da Declaração de Durban

Cidade do Vaticano, 23 set 2021 (Ecclesia) – O secretário do Vaticano para as relações com os Estados defendeu na ONU o fim do racismo e da rejeição de migrantes e refugiados, falando na sessão comemorativa do 20.º aniversário da Declaração de Durban.

D. Paul Richard Gallagher disse em Nova Iorque que a Santa Sé está empenhada no combate contra “todas as formas de racismo, discriminação racial, xenofobia e intolerância”, rejeitando qualquer tese que sustente “que um ser humano tem menor dignidade em relação a outro”.

O representante do Vaticano deixou votos de que a recente criação do Fórum permanente para as pessoas de origem africana contribua para “os esforços locais, nacionais e internacionais, a fim de proporcionar justiça e apoio às vítimas de racismo”.

“As leis e normas que procuram erradicar a discriminação e a intolerância devem respeitar o direito à liberdade de opinião, pensamento, religião e consciência”, acrescentou, citando o Papa para propor uma “cultura do encontro, fraternidade e solidariedade”.

O arcebispo britânico alertou ainda para um “aumento geral na perseguição religiosa por parte de atores estatais e não-estatais”.

OC

Partilhar:
Share