«Que Deus, Senhor e Salvador, o nosso Messias, faça acontecer a Paz em cada coração» – D. Américo Aguiar

Lisboa, 22 dez 2022 (Ecclesia) – O presidente da Fundação Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023 afirmou hoje que paz do “presépio de Belém é a paz que é tão necessária, tão urgente”, lembrando a guerra na Ucrânia, na mensagem de Natal para os jovens.

“Meus caros jovens, é a paz que encontramos no presépio de Belém, é a paz que é tão necessária, tão urgente, como nos tem dito, como tem gritado, como tem chorado, o nosso muito querido Papa Francisco. Paz na terra aos homens, a todos”, disse D. Américo Aguiar, na mensagem de Natal em vídeo divulgada hoje.

O presidente da Fundação JMJ Lisboa 2023 recordou, “de um modo especial,” os “malogrados irmãos martirizados do povo da Ucrânia”, e a todos que vivem, na Rússia, que “também sofrem a guerra” que se está a viver no leste da Europa, desde 24 de fevereiro deste ano.

“Se elevarem os olhos muitos outros irmãos e irmãs, noutros pontos da geografia da Casa Comum também gritam por paz”, acrescentou o bispo auxiliar de Lisboa.

Na mensagem de Natal, D. Américo Aguiar deixa votos que “o menino, que Deus, Senhor e Salvador, o Messias, faça acontecer a Paz em cada coração”, e desse, tal como a JMJ Lisboa 2023 quer fazer, possam “testemunhar Cristo Vivo no coração, na vida”.

“E desse modo testemunhar verdadeiramente a paz, com gestos de paz uns para com os outros”, concluiu o presidente da Fundação Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023.

A Fundação Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023 informou, também esta quinta-feira, que com os Comités Organizadores Diocesanos (COD), fez uma doação de 30 mil euros para apoiar o povo ucraniano, neste contexto de guerra que o país enfrenta, respondendo a um apelo do Papa Francisco.

CB

Partilhar:
Share