Jornal do Vaticano destaca «coragem da Irmã Ann»

Cidade do Vaticano, 01 mar 2021 (Ecclesia) – O jornal do Vaticano destaca na sua edição de hoje a “coragem da Irmã Ann”, destacando a Ordem de S. Francisco Xavier que enfrentou a polícia de Myanmar, no norte do país, para proteger manifestantes.

“Em nome de Deus, poupai aquelas jovens vidas. Levai a minha”, disse a irmã Ann Nu Thawng, da diocese de Myitkyina, no norte de Myanmar.

As forças de segurança de Myanmar intensificaram o uso de força para dispersar os manifestantes que protestam contra o golpe militar de 1 de fevereiro; este domingo, a polícia disparou munições reais contra os manifestantes em várias cidades, provocando pelo menos 18 mortos e dezenas de feridos.

Segundo o jornal do Vaticano, em Myitkyina, capital do estado de Kachin, os manifestantes estão nas ruas há semanas.

Este domingo, pelo menos 50 jovens foram presos na cidade, onde a polícia usou granadas de atordoamento e gás lacrimogéneo para dispersar os manifestantes.

O ‘Osservatore Romano’ relata que o ajuntamento chegou ao convento católico de S. Columbano, onde residem as irmãs de S. Francisco Xavier, que administram um dispensário e uma pequena clínica.

As religiosas abriram os portões para abrigar os manifestantes e a irmã Ann Nu Thawng foi ao encontro da polícia: “Não disparem, não matem sangue inocente. Se quiserem, atinjam-me a mim”.

“A coragem da Ir. Ann permitiu que pelo menos cem manifestantes encontrassem refúgio no convento das religiosas, enquanto 40 feridos foram conduzidos à clínica anexa, onde receberam os primeiros socorros”, acrescenta o jornal do Vaticano.

O periódico cita Patrícia Yadanar Myat Ko, uma das jovens que se abrigou no mosteiro: “Fomos salvos pela miraculosa intervenção da irmã. É uma verdadeira heroína. Devemos-lhe a vida”.

OC

Partilhar:
Share