Bispo do Algarve elogia sistema educativo e exemplo de vida de D. Nuno Álvares Pereira

Lagoa, 30 mai 2018 (Ecclesia) – O bispo do Algarve distinguiu o sistema educativo do escutismo católico nos 86 anos do movimento na diocese e a Junta Regional inaugurou uma galeria com fotografias de todos os chefes regionais na sua sede, em Lagoa.

“Se há movimento na Igreja que desenvolve muito, educa e forma para estar atento ao outro, à natureza, a todos em conjunto, nesta cidadania comum que nos envolve e para a qual devemos sentir-nos todos corresponsabilizados, é precisamente o CNE”, afirmou D. Manuel Quintas.

Na homilia da Eucaristia, que encerrou dois dias de atividades, o prelado destacou que o patrono do Corpo Nacional de Escutas – São Nuno de Santa Maria – é “modelo” a todos os níveis: “Humano, cristão, de dedicação da sua vida aos outros e até de saber fazer uma hierarquia de valores na sua vida.”

“Tinha tudo o que precisava para ser famoso. Ocupava um lugar preponderante em Portugal naquela altura como responsável de todas as «Forças Armadas», mas ao mesmo tempo era uma pessoa muito modesta, tinha um coração simples, aberto aos outros e aberto a Deus”, exemplificou o bispo diocesano, divulga o jornal ‘Folha do Domingo’.

A Junta Regional do Algarve do Corpo Nacional de Escutas (CNE) está a assinalar 86 anos de presença do movimento na diocese e inaugurou uma galeria de fotos de todos os chefes regionais na sua sede, em Lagoa.

“Que o CNE seja cada vez mais fiel interprete dos novos ideais do escutismo católico”, desejou o chefe regional, José Cercas Vicente.

Na informação enviada à Agência ECCLESIA, o jornal diocesano explica que agora a sede regional expõe a fotografia dos 10 chefes e três coordenadores que passaram pela região, desde que foi formalmente constituída em 1947.

“Não quis esta Junta Regional deixar de homenagear todos os responsáveis que passaram por esta região. Por este motivo quisemos que hoje fosse inaugurada esta exposição de fotos dos ex-chefe regionais”, realçou o chefe regional do CNE.

A inauguração inseriu-se na celebração do Dia do Corpo Nacional de Escutas nos 95 anos do movimento em Portugal [27 de maio 1923] e pelos 86 anos na diocese do sul onde a festa realizou-se este sábado e domingo, dias 26 e 27 de maio, em Lagoa.

O CNE que está na Diocese do Algarve desde 1932, por iniciativa do cónego José Augusto Vieira Falé, conta atualmente com 34 agrupamentos num total de quase 2 mil e 400 elementos: Cerca de 620 Lobitos, 655 Exploradores/Moços, 483 Pioneiros/Marinheiros, 250 Caminheiros/Companheiros e 370 dirigentes.

CB

Partilhar:
Share