Bragança, 10 out 2016 (Ecclesia) – Um grupo de 32 senhoras participou no 46.º Curso de Cristandade no Seminário de S. José, na Diocese de Bragança-Miranda, que terminou este domingo na Catedral com a presença do bispo D. José Cordeiro e cerca de 200 fiéis.

“É um rasgo novo na diocese, um sinal de vida e de futuro. Fico muito feliz com isso. É a primeira vez que vejo crianças numa clausura. Melhor sinal que este não pode haver, é de facto extraordinário. É isto tudo que vai fazer crescer a Igreja, vai alargar os horizontes”, disse o bispo de Bragança-Miranda.

Para D. José Cordeiro essa participação é “a prova de que começa uma nova era, uma nova etapa com gente tão jovem e dinâmica, alegre e esperançosa” que faz dizer que a Igreja nunca esteve tão viva como agora.

Num comunicado enviado hoje à Agência ECCLESIA, o Secretariado das Comunicações Sociais da Diocese Bragança-Miranda informa que as novas cursilhistas são de quatro arciprestados da diocese e da Diocese do Porto.

  “É opinião unânime que este curso correu muito bem. É um curso bastante jovem, o que nos dá alguma esperança de formação e continuidade do movimento”, assinalou Rita, a porta-voz da equipa reitora do curso.

A responsável destacou ainda que as cursilhistas foram “muito participativas, dinâmicas e alegres” superando as expetativas.

O Movimento dos Cursos de Cristandade (MCC) está presente na Diocese de Bragança-Miranda em várias Unidades Pastorais e a equipa presidida por Carolina Eiras foi recentemente homologada para quatro anos e é assistido espiritualmente pelos padres Júlio Gomes e José Carlos Moreira.

O 46.º Curso de Cristandade que terminou este domingo na cripta da Sé de Bragança tinha começado no dia 6 de outubro no Seminário de S. José e para além do bispo diocesano contou com uma dezena de sacerdotes e cerca de 200 fiéis,

O próximo Curso de Cristandade será para homens e está marcado para a primeira semana de dezembro, adianta o Secretariado das Comunicações Sociais da diocese transmontana.

CB/OC

Partilhar:
Share