Inês Oliveira diz que o objetivo é «partilhar a alegria e a união» que se vive em Esgueira

Aveiro, 19 set 2019 (Ecclesia) – A paróquia de Esgueira, na Diocese de Aveiro, tem uma conta no Instagram por iniciativa dos jovens que assumiram a responsabilidade de “influenciar outros jovens” e “partilhar a alegria e a união que ali se vive”. 

“Captar a atenção dos jovens numa plataforma em que eles, e eu, estamos constantemente em contacto é o objetivo principal e, felizmente a nossa paróquia conta com grande número de jovens em catequese mas que podiam estar mais motivados neste caminho com Deus, por isso às vezes é preciso recorrer às novas tecnologias para os incentivar, por exemplo a ir à eucaristia e participar nas atividades em comunidade; outro objetivo é dar a conhecer a paróquia para quem está fora dela e partilhar a alegria e a união que ali se vive”, refere a jovem Inês Oliveira em declarações à Agência ECCLESIA. 

Esta jovem pertencia ao grupo que entretanto recebeu o sacramento da confirmação e sonharam e criar uma conta de Instagram para a paróquia.

“Já existia uma página de Facebook achámos bem criar uma conta no Instagram porque até o Facebook passou à história para o pessoal mais novo, os nossos catequistas concordaram e reunimos com os párocos que disseram logo que sim”, recordou.

A conta de Instagram foi criada em janeiro deste ano e não havia, por parte dos jovens, “nenhuma noção de como iam gerir” nem havia um “plano de publicações”.

Inês Oliveira contou à Agência Ecclesia que “viu alguns vídeos e tutoriais” sobre o assunto e a criação da conta coincidiu com a Jornada Mundial da Juventude, no Panamá, onde surgiu o anúncio da Jornada Mundial em Lisboa 2022, o que se “tornou um incentivo”.

“Também nesse fim-de-semana acontecia o cortejo das pastoras da nossa paróquia e tirámos fotos para serem publicadas, depois começámos a pedir fotos das atividades e continuamos a publicar o boletim paroquial”, refere. 

A jovem de 18 anos considera que, atualmente tem outra visão das partilhas que vai fazendo, seleciona melhor os conteúdos” e consegue mais gostos quando aparecem “grupos de catequese”.

A criatividade e a atualização da conta Instagram, que conta com mais de 200 seguidores, são segredos que Inês Oliveira não pode descuidar e até faz questionários “sobre a Igreja, como aconteceu na Quaresma, sobre o Papa e já recentemente sobre a paróquia”.

“Um segredo que uso é dar a conhecer os conteúdos como se fosse eu que estivesse a ver a conta e gostasse de ver e saber; por exemplo as “insta stories” tem um número elevado de visualizações e até há respostas de adultos”, confessa.

Inês Oliveira considera que um dos aspetos positivos das redes sociais, neste caso o Instagram, é poder partilhar uma frase ou atividade em segundos, ou em direto, “é das formas mais eficazes de divulgação”. 

“Aquilo que recordamo da nossa comunidade que nos acolheu ainda crianças, nos viu crescer ao nível social, académico e profissional e nos tornarmos indivíduos ativos na paróquia está ali… por exemplo o meu crisma foi transmitido em direto, depois ficando disponível e isso fica como recordação, eu posso reviver esse dia, e é o que tento fazer isso com o Instagram para que todos possam reviver os bons momentos na nossa paróquia de Esgueira”, conclui.

“O impacto da Imagem” é o tema das Jornadas de Comunicação que acontecem nos dias 26 e 27 de setembro, em Fátima, e também o mote dos programas de rádio da semana de 23 a 27 deste mês, pelas 22h45, na Antena 1 da rádio pública. 

SN

Media: Jornadas de Comunicação debatem importância da «imagem» e utilização do Instagram

Partilhar:
Share