O responsável pelo projeto Laboratório da fé aponta que a Igreja “não pode ser discreta nem só informativa” na presença nas redes sociais

Braga, 20 set 2019 (Ecclesia) – O projeto Laboratório da Fé, da Arquidiocese de Braga, está presente na rede social Instagram para ser uma ajuda a “redescobrir o caminho da fé”, procurando ser um meio de nova evangelização.

“O objetivo é ser mais do que uma presença de evangelização, este é um meio para a nova evangelização, não pode ser discreta nem só informativa, e esse é o perigo da presença da Igreja nas redes sociais”, defende o padre Marcelino Ferreira em declarações à Agência ECCLESIA. 

O sacerdote adiantou que o conteúdo colocado nesta rede social é “planeado mensalmente” e “avaliado a cada semana os conceitos de presença no Instagram”.

“É preciso rever os conceitos de como podemos estar presentes para ser um projeto evangelizador que leve ao encontro com Jesus Cristo, isto é o essencial, ser fermento de Deus no meio da Humanidade”, afirma.

A rede social Instagram é atualmente uma grande aposta dos jovens e o Laboratório da Fé, projeto que nasceu em 2012, tem vindo a adaptar-se mas sempre com a missão de ajudar a redescobrir o caminho da fé.

Como o nome indica, trata-se de um laboratório e por isso é possível “refletir nesse objetivo para poder chegar ao coração das pessoas para as poder levar ao encontro pessoal com Jesus Cristo” e encontra-se numa “fase experimental”.

Esta conta do Instagram, criada há três anos e com 371 publicações, atingiu mais de 760 seguidores e está direcionada para os jovens, mas também para “todos os que andam à procura”.

“No Novo Testamento há as cartas de São João, de São Paulo porque era um meio usado na altura hoje a proximidade acontece através da internet e das redes sociais, se queremos ajudar temos de estar presentes e ser uma presença evangelizadora”, aponta o padre Marcelino Ferreira.

Quanto à instantaneidade desta rede social o sacerdote de Braga recorda a obra “A Mística do Instante”, de D. José Tolentino Mendonça e o que lá está definido. 

“O instante faz parte da nossa vida, recordo o D. José Tolentino Mendonça no seu livro, que procura ajudar-nos através dos sentidos a chegar à fé, a desenvolver a espiritualidade; queremos que esta seja a descoberta de Deus nos pequenos pormenores do dia a dia, coisas banais e simples, numa pequena imagem ou vídeo que possa fazer chegar mais profundo dentro de si, um caminho que pode ser percorrido através da rede social Instagram”, sugeriu.

“O impacto da Imagem” é o tema das Jornadas de Comunicação que acontecem nos dias 26 e 27 de setembro, em Fátima, e também o mote dos programas de rádio da semana de 23 a 27 deste mês, pelas 22h45, na Antena 1 da rádio pública. 

SN

Media: Jornadas de Comunicação debatem importância da «imagem» e utilização do Instagram

 

Partilhar:
Share