Bispo do Funchal, D. António Carrilho, preside à Eucaristia festiva, no dia 15 de agosto

Funchal, Madeira, 07 ago 2017 (Ecclesia) – A Paróquia de Nossa Senhora do Monte, na Diocese do Funchal, está a preparar a festa da padroeira da Madeira com uma novena, até ao dia 13.

As homilias das novenas, que têm temas específicos a cada dia, vão ser proferidas por diversos sacerdotes; hoje, o pregador é o padre Manuel Ornelas da Silva.

A novena do ‘Bom Coração’ é organizada pelos sítios da Lombada, Desterro, Confeiteira, Cancela e Babosas e os cânticos são da responsabilidade do Coro da Paróquia do Monte.

Esta terça-feira, celebra-se a novena da ‘Boa União’ sob a presidência do vigário-geral e reitor da igreja do Colégio, cónego José Fiel.

A Paróquia de Nossa Senhora do Monte vai transmitir em direto pela internet a oração do Terço e a novena, a partir das 19h30, até ao dia 13 de agosto.

O tema da “paz” vai estar presente na novena do dia 9 e o pregador é padre Carlos Almada, que foi ordenado presbítero este sábado na Sé do Funchal.

O dia dedicado aos “Emigrantes”, esta quinta-feira, tem como sacerdote orador o capelão da Missão Católica Portuguesa na Diocese de Westminster, em Londres, padre Marcos Pinto.

O pároco da Sé e Deão do cabido da Sé, cónego Vítor Gomes, foi convidado para a novena dos “Carreiros” (condutores dos tradicionais carros de cesto), no dia seguinte; no sábado, a novena da “Boa Vontade” tem como pregador o padre Marcos Gonçalves, que évigário judicial da diocese, pároco de São Martinho e diretor do Gabinete de Informação e do Secretariado da Pastoral Vocacional.

“Boa Fé” é o tema do domingo, que tem como orador o pároco da Nazaré e assistente do Secretariado Diocesano da Pastoral Universitária, entre outros serviços, padre Pedro Nóbrega.

Na próxima segunda-feira, dia 14 de agosto, a Missa da véspera da festa da padroeira vai ser presidida pelo pároco do Monte, o padre Giselo Andrade, a partir das 21h00; D. António Carrilho preside a 15 de agosto, pelas 11h00, à Missa da festa da padroeira da Madeira.

Após a Eucaristia realiza-se a procissão com a imagem de Nossa Senhora, do século XV/XVI, envolta em “fios de ouro e ofertas dos peregrinos agradecidos”, transportada por membros da confraria.

O jornal diocesano online, ‘Jornal da Madeira’, assinala que à festa religiosa se associa a festa popular no adro da igreja da Paróquia de Nossa Senhora do Monte, e arredores, lembrando que a festa da padroeira é um dos “mais antigos e concorridos” arraiais do arquipélago.

CB/OC

Partilhar:
Share