Textos vão ser utilizados em Portugal e noutros países lusófonos

Foto: Diocese da Guarda

Fátima, 14 nov 2019 (Ecclesia) – A Assembleia Plenária da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) anunciou hoje a aprovação da nova edição portuguesa do Missal Romano, seguindo o novo acordo ortográfico.

Os bispos manifestaram “profundo agradecimento” à Comissão Episcopal da Liturgia e Espiritualidade, ao Secretariado Nacional de Liturgia e a todos os colaboradores que levaram a cabo um “longo e minucioso trabalho, tão relevante para a celebração da liturgia em Portugal e nos países lusófonos”.

Em declarações aos jornalistas, no final do encontro, D. Manuel Clemente, presidente da CEP, indicou que o texto é proposto “no melhor português” que foi possível encontrar, “para ser mais fiel à edição original, que é a edição latina”.

O texto original do Missal Romano apresenta, na fórmula de consagração eucarística, o texto ‘qui pro vobis et pro multis effundetur in remissionem peccatorum’; a expressão ‘pro multis’ tem sido traduzida como “por todos” em várias línguas, incluindo o português.

O cardeal-patriarca de Lisboa indicou que a nova tradução mantém a expressão “por todos”.

O Missal Romano é composto pelas seguintes partes: Documentos iniciais (Instrução Geral do Missal Romano e Normas Gerais sobre o Ano Litúrgico); Próprio do Tempo (Advento, Natal, Quaresma, Páscoa); Ordinário da Missa; Próprio dos Santos; Missas Comuns; Missas Rituais; Missas e orações para diversas necessidades; Missas Votivas; Missas dos defuntos; Apêndices.

A Assembleia Plenária da CEP assinalou ainda a celebração da Semana dos Seminários, sublinhando a necessidade de “formar discípulos missionários comprometidos com as comunidades concretas e reais do nosso tempo”.

“Os bispos aproveitam para enviar uma saudação fraterna a todos os seminaristas, suas famílias e comunidades, e agradecem o precioso trabalho dos formadores dos seminários”, pode ler-se no comunicado conclusivo.

OC

 

A Assembleia procedeu às seguintes nomeações para o próximo triénio:

– Padre António Jorge dos Santos Almeida (Diocese de Viseu), como Secretário da Comissão Episcopal das Vocações e Ministérios;

– Padre Adélio da Cunha Fonte (Missionário Espiritano), como Assistente do Movimento Esperança e Vida (MEV);

– Padre Paulo Jorge Barbosa da Rocha (Diocese do Porto), como Assistente da Federação Portuguesa dos Centros de Preparação para o Matrimónio (CPM);

– Padre Luís Gonzaga Marinho Teixeira da Silva (Arquidiocese de Braga), como Assistente do Corpo Nacional de Escutas (CNE);

– Padre Tiago Aparício Simões Barbosa (Missionário Espiritano), como Assistente Nacional da Legião de Maria;

– Padre Xavier Amado Fernandes Moreira (Diocese de Viana do Castelo), como Assistente Nacional da Ação Católica Rural (ACR).

Partilhar:
Share