O caso «não se enquadra» no âmbito da Comissão de Proteção de Menores e «foi comunicado às autoridades civis competentes»

Lisboa, 01 ago 2022 (Ecclesia) – O Patriarcado de Lisboa afastou um sacerdote “de todas as suas funções” na sequência de uma denúncia “relativa a um possível crime de violação”.

De acordo com um comunicado publicado na página da internet do Patriarcado de Lisboa, depois de “ouvida a vítima e o sacerdote, o Patriarcado de Lisboa decidiu dar início aos procedimentos canónicos previstos para este tipo de casos e afastou o padre de todas as suas funções até ao apuramento dos factos”.

O Patriarcado informa ainda que o caso, que “não se enquadra no âmbito da Comissão de Proteção de Menores, foi comunicado às autoridades civis competentes”.

De acordo com a Renascença, a denúncia “terá acontecido em julho e a alegada vítima é uma mulher”, que conhecia o padre “há anos” e “a ligação será anterior à ordenação do sacerdote”.

“O Patriarcado de Lisboa está totalmente disponível para colaborar com todas as autoridades competentes, tendo sempre como prioridade o apuramento da verdade e o acompanhamento das vítimas”, conclui o comunicado.

PR

Partilhar:
Share