Mostra integra um projeto que pretende dar «nova vida cultural» a este templo situado no coração da cidade

Lisboa, 14 ago 2019 (Ecclesia) – A igreja de Nossa Senhora da Conceição Velha, em Lisboa, acolhe hoje a exposição ‘Pietá’, do pintor Santiago Belacqua, o primeiro artista português convidado a expor no Vaticano.

De acordo com uma nota enviada à Agência ECCLESIA, esta mostra, que proporciona “uma nova forma de ver a religiosidade”, é apresentada esta quarta-feira, a partir das 17h30, na referida igreja, situada na Rua da Alfândega.

Durante a mesma ocasião o público em geral poderá apreciar um recital proporcionado pelo órgão de tubos situado no coro alto da igreja, datado do século XVIII.

A exposição ‘Pietá’ (Piedade), do pintor português Santiago Belacqua, natural de Vila Nova de Famalicão, tem como objetivo “homenagear” a obra homónima de Michelangelo.

Graças a uma parceria entre a Signinum – A Descobrir, empresa do ramo da cultura, e a reitoria da igreja de Nossa Senhora da Conceição Velha, o projeto de Santiago Belacqua poderá ser visitado até 30 de setembro, sempre entre as 10h00 e as 19h00.

Durante este período, os visitantes e turistas poderão também apreciar concertos de órgão de tubos, “que se vão realizar duas vezes por dia”, adianta a organização.

O acolhimento à exposição ‘Pietá’, de Santiago Belacqua será a primeira de várias iniciativas que vão ser promovidas na igreja de Nossa Senhora da Conceição Velha, “sob a gestão cultural da Signinum”, uma empresa sediada em Braga especializada na gestão, conservação e restauro de património cultural.

A intenção é dar “uma nova vida cultural” a este templo situado no coração de Lisboa, à semelhança do que tem sido feito com outras estruturas ligadas ao património da Igreja Católica em Portugal.

Em 2018 a Signinum começou por apostar na implementação de um projeto cultural na Torre da Igreja de Santa Cruz do Castelo, que estava fechada há 30 anos.

Desde então, aquele património já foi visitado por mais de 120 mil pessoas.

JCP

Partilhar:
Share