Responsável quer fazer dos participantes uma «família»

Foto Lisboa 2023

Lisboa, 25 Jul 2022 (Ecclesia) – O Colégio de São João de Brito, em Lisboa, acolheu entre sábado e domingo os primeiros ensaios do coro da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023, com participantes de todo o país.

A coordenadora da equipa de música da JMJ 2023 considera que um grupo coral “amadurecido” e com vários ensaios” torna o som “mais bonito e orgânico”.

“Fazemos muitos ensaios para que o grupo vá amadurecendo e se torne uma família porque quando um coro trabalha com tempo o som é mais bonito e orgânico”, disse à Agência ECCLESIA Teresa Cordeiro.

O coro da JMJ, com cerca de 200 elementos, inclui participantes de todo o país, incluindo as regiões autónomas, distribuídos por quatro naipes (sopranos, contraltos, tenores e baixos).

Com o aproximar do encontro de Lisboa, que vai decorrer de 1 a 6 de agosto de 2023, os ensaios vão “ser mais intensivos” e, a partir de março “já com orquestra”, sublinhou a responsável.

Durante a JMJ, o coro vai “estar presente” em cinco celebrações: Missa de abertura, acolhimento ao Papa, via-Sacra, Vigília e Missa de envio.

A coralista Carlota Dores, de Loulé, integra o coro da JMJ e está “adorar a experiência”.

“A preparação para as JMJ é um crescimento pessoal” e, como gosta de música, “cantar para o Papa com milhares de pessoas é uma experiência de outro mundo”, disse.

“Uma experiência muito motivante” “porque “a fé une as pessoas”, referiu a coralista Ana Ramalho que é natural de Moura.

A JMJ Lisboa 2023 prevê ensaios com a duração de um fim-de-semana nos meses de julho e outubro de 2022, janeiro, março, abril, junho e julho do próximo ano.

As JMJ nasceram por iniciativa do Papa João Paulo II, após o sucesso do encontro promovido em 1985, em Roma, no Ano Internacional da Juventude.

A primeira edição aconteceu em 1986, em Roma, e desde então a JMJ já passou pelas seguintes cidades: Buenos Aires (1987), Santiago de Compostela (1989), Czestochowa (1991), Denver (1993), Manila (1995), Paris (1997), Roma (2000), Toronto (2002), Colónia (2005), Sidney (2008), Madrid (2011), Rio de Janeiro (2013), Cracóvia (2016) e Panamá (2019).

HM/LFS/OC

Partilhar:
Share