Francisco uniu Igreja ao Líbano num dia de oração e jejum em todo o mundo

Foto Vatican News;

Beirute, 04 set 2020 (Ecclesia) – O Papa Francisco disse hoje que Deus Deus tem “projetos de paz” e um “futuro cheio de esperança” para o Líbano, um mês depois da explosão no porto de Beirute, numa mensagem lida pelo secretário de Estado do Vaticano.

“’Conheço os projetos que fiz para vocês’, diz o Senhor, Projetos de paz e não de desventura para conceder-lhes um futuro cheio de esperança. Senhor, acreditamos que você manterá a sua palavra para realizá-la e esperamos contra toda esperança ou desgraça”, escreveu o Papa na sua mensagem, divulga o sítio online ‘Vatican News’

O secretário de Estado da Santa, que está no Líbano desde esta quinta-feira, leu a mensagem papal em Beirute no contexto do Dia Universal de Oração e Jejum pelo país do Médio Oriente, convocado por Francisco para esta sexta-feira.

Foto Vatican News

“Agradecemos-lhe pelo seu amor que se expressou através da solidariedade de muitos. Confiamos-lhe o nosso país, o Líbano, com seu povo, os seus líderes religiosos e políticos e os seus jovens, acrescentou o Papa.

“Que ele realize a sua vocação de mensagem de paz e fraternidade à qual você o chamou. Amém”, leu ainda o cardeal Pietro Parolin rodeados por microfones e ao som de buzinas de carros.

O secretário de Estado da Santa Sé encontrou-se com líderes religiosos na catedral Maronita de São Jorge.

“Juntos podemos vencer a violência e todas as formas de autoritarismo, promovendo uma cidadania inclusiva baseada no respeito dos direitos e deveres fundamentais”, disse D. Pietro Parolin esta quinta-feira.

O responsável visitou também o Santuário de Nossa Senhora do Líbano e Harissa e na homilia da Missa realçou que “os libaneses reconstruirão o seu país, com a ajuda de amigos e com o espírito de compreensão, diálogo e convivência que sempre os distinguiu”, divulga o sítio online ‘Vatican News’.

A 4 de agosto uma explosão no porto de Beirute, a capital do Líbano, provocaram vários mortos, milhares de feridos e elevados danos materiais e, esta quarta-feira, no Vaticano, o Papa Francisco renovou o “convite à comunidade internacional” para apoiar o país e para “ajudar a sair da grave crise, sem serem envolvidos nas tensões regionais”.

De modo particular aos habitantes de Beirute, pediu que “coragem, fé, oração”, e que “não abandonem as suas casas e a sua herança”.

CB

 

Igreja/Sociedade: Papa convocou um dia de oração e jejum pelo Líbano em todo o mundo

Partilhar:
Share