Bispo diocesano diz que viveu «este tempo sempre com fé e esperança»

Diocese de Leiria-Fátima

Leiria, 19 nov 2020 (Ecclesia) – O cardeal D. António Marto regressou esta quarta-feira a casa, depois de ter estado internado por problemas de saúde, durante duas semanas, no Hospital de Santo André, e agradeceu “a todas as pessoas” pela “proximidade e o afeto”.

“Depois de regressado a casa, quero manifestar o meu agradecimento a todas as pessoas, irmãos bispos, sacerdotes, religiosas e religiosos, leigos da Diocese, de todo o país e até mesmo de outras partes do mundo, que quiseram fazer sentir a sua proximidade e o seu afeto neste momento de doença”, escreveu o bispo de Leiria-Fátima.

Num comunicado enviado à Agência ECCLESIA, a Diocese de Leiria-Fátima informa que os tratamentos para a recuperação completa de D. António Marto “continuam a ser ministrados na sua residência”, por isso, está em “regime de internamento domiciliário” e, por ordem da equipa médica, “não poderá receber visitas”.

“Quero estender a minha gratidão às centenas de pessoas amigas que me fizeram chegar as suas mensagens através dos canais digitais e que fui acompanhando com emoção”, referiu o cardeal português.

D. António Marto foi internado com sintomas febris no dia 4 de novembro, no Hospital de Santo André, em Leiria.

Na sua mensagem, o responsável católico indica que viveu “este tempo sempre com fé e esperança, oferecendo a Deus esta provação pela Igreja e pela paz no mundo”, sublinhando que se sentiu “sempre rodeado de pessoas e comunidades fraternalmente unidas em oração” que, dessa forma, “inspiraram ânimo e força”.

“Agradeço de modo particular à equipa médica que foi incansável na sua dedicação para fazer o diagnóstico e o consequente tratamento. Este agradecimento é extensivo a todo o pessoal de enfermagem e auxiliares pelo carinho com que me trataram”, conclui o cardeal D. António Marto.

Durante o tempo de internamento, o bispo de Leiria-Fátima também fez testes à Covid-19, com resultados negativos.

CB/OC

Partilhar:
Share