Leiria, 12 mar 2019 (Ecclesia) – O bispo de Leiria-Fátima convidou “cada cristão” da diocese a fazer o retiro espiritual popular para a Quaresma 2019, que tem como tema geral ‘A Fé é Caminho de Encontros’, “se possível em família ou em comunidade”.

“Proponho que dediquem algum tempo à leitura orante das passagens escolhidas, que nos mostram um itinerário do discipulado cristão; proponho que o façam em grupo e que repitam o momento pessoalmente pelo menos uma vez por semana, ao longo de toda a Quaresma”, escreve D. António Marto.

O bispo de Leiria-Fátima explica que os textos para o guião do retiro espiritual foram preparados “por uma equipa de jovens”, a quem agradece “o empenho e a dedicação”,

“Que agora toda a comunidade diocesana reze com a reflexão e as intuições que estes jovens nos oferecem a partir do Evangelho é, em si mesmo, sinal do que este biénio pastoral pode representar para a nossa Igreja”, desenvolve, lembrando que vivem a primeira Quaresma de dois anos dedicados à juventude, com o lema ‘Jovens, fé e vocação’.

Os temas “oferecem um itinerário sobre a fé”, a partir de seis passagens dos Evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas que sugerem um encontro: “No caminho; com o Senhor da Vida; na esperança; com a misericórdia”, uma “vida em liberdade” e “ousar seguir Jesus”.

O retiro popular da Diocese de Leiria-Fátima, que “retoma a longa tradição da Igreja” da leitura orante da Palavra de Deus”, propõe “itinerários de oração”, com cerca de uma hora a um ritmo semanal, que podem ser realizados “nas igrejas, salas paroquiais ou em casas particulares”.

Segundo o guião, o esquema proposto permite que “qualquer pessoa” possa promover o retiro, sendo que o conhecimento bíblico e o discernimento espiritual são “mais-valias a ter em conta pelo orientador do retiro”.

“Importa recordar, neste momento oportuno da Quaresma, que somos povo a caminho. É grande a tentação de sermos «jovens [ou menos jovens] de sofá, comodamente sentados, a ver o mundo que passa diante de [nós] na TV». É grande a tentação de sentirmos que o mundo é deserto difícil de atravessar e que, por isso, não vale a pena a caminhada”, desenvolve D. António Marto no guião que pode ser consultado (descarregado) no sítio online da diocese.

A Quaresma é um tempo de 40 dias marcado por apelos ao jejum, partilha – a renúncia que na Diocese de Leiria-Fátima vai reverter para a Casa Betânia, na Diocese de S. Tomé e Príncipe – e penitência de preparação para a Páscoa, a principal festa do calendário cristão, este ano dia 21 de abril.

“Para a prática da oração, além de outras formas ao gosto de cada um e das famílias, propomos e recomendamos novamente a todo o povo de Deus o retiro popular, segundo o método da leitura orante da Palavra de Deus”, escreveu D. António Marto, na mensagem para a Quaresma 2019.

CB/OC

Partilhar:
Share