«Não nos podemos abster», diz D. Manuel Clemente

Foto: Lusa

Cidade do Vaticano, 06 out 2019 (Ecclesia) – O presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) apelou hoje à “participação cívica” nas eleições legislativas.

“Não nos podemos abster”, declarou D. Manuel Clemente, falando à ECCLESIA e à Lusa, após a Missa de abertura do Sínodo especial para a Amazónia, que decorreu no Vaticano, sob a presidência do Papa Francisco.

O cardeal-patriarca de Lisboa destacou que o apelo ao voto tem sido feito pela Igreja Católica “constantemente, quer a nível de cada bispo, quer da conferência episcopal no seu todo”.

“A participação cívica e política é, afinal, o cumprimento do duplo mandamento de Cristo”, dar a César o que é de César e a Deus o que é de Deus”, indicou.

“É para dar mesmo a César o que é de César, ao Estado à sociedade, aquilo que lhe devemos, porque nós somos membros desta sociedade e ela não se constrói sem nós. Daí que também tenha uma conotação religiosa, neste sentido primeiro”

As mesas de voto para as eleições legislativas abriram hoje às 08h00, encerrando às 19h00.

O presidente da CEP declarou que a abstenção é sempre “algo que faz pena”.

“Por uma razão ou por outra, enfim, cada um sabe de si, as pessoas não vão votar, mas este é um momento decisivo para a vida de todos nós”, apontou.

OC

Igreja/Portugal: Bispos apelam ao voto, recordando princípios fundamentais do pensamento social católico (c/áudio)

Partilhar:
Share