Diocese espera receber cerca de 15 mil jovens entre 26 e 31 de julho de 2023

Coimbra, 18 jan 2023 (Ecclesia) – O Comité Organizador Diocesano (COD) de Coimbra lançou, dia 15 deste mês, oficialmente a plataforma de inscrições para voluntários e famílias de acolhimento dos jovens peregrinos para a Jornada Mundial da Juventude 2023 (JMJ 2023).

A Diocese de Coimbra espera cerca de “15.000 peregrinos, entre os dias 26 e 31 de julho de 2023”, nos chamados dias nas dioceses e as pessoas podem inscrever-se no site portal.jmj2023.pt

Alemanha, Argentina, Brasil, Colômbia, Coreia do Sul, El Salvador, Emirados Árabes Unidos, Equador, Espanha, Estados Unidos, França, Guatemala, Guiné Conacri, Itália, Maláui, Nicarágua, Panamá, Polónia, Porto Rico, Quénia, República Dominicana, Roménia, Suazilândia, Suécia, Suíça, Taiwan e Uganda são os países dos jovens esperados na Diocese de Coimbra.

No lançamento, uma família de acolhimento e um voluntário em Jornadas Mundiais da Juventude passadas partilharam as suas experiências.

O coordenador do COD Coimbra, Hugo Monteiro, realçou que “os Dias nas Dioceses é para todos nós, sem qualquer tipo de entrave de idade ou crenças religiosas”.

Relativamente à semana JMJ, de 01 a 06 de agosto, em Lisboa, o coordenador do COD Coimbra avança que esta será focada nos jovens, “onde todos são peregrinos do mundo”.

Em suma, “estas duas semanas vão encher Portugal de uma magia única, uma energia vibrante que, certamente, transformará os corações de todos aqueles que participem ativamente nesta Jornada Mundial da Juventude”, concluí Hugo Monteiro.

Todos estão convocados para a missão de ser voluntário, a partir dos 16 anos, ou família de acolhimento para os peregrinos esperados na Diocese de Coimbra.

As famílias de acolhimento apenas terão que providenciar espaço para dormir, para, pelo menos dois peregrinos, local de higiene diária, garantir os pequenos-almoços e, se possível facilitar o transporte dos jovens peregrinos.

A convocatória foi reforçada pelo presidente da Câmara Municipal de Coimbra, José Manuel Silva, que afirmou que no concelho de Coimbra existem 80.000 famílias, das quais “precisamos que 20.000 acolham um jovem ou 10.000 acolham dois jovens, para que todos eles tenham um sítio onde pernoitar”.

LFS

 

JMJ 2023: Nove comités diocesanos lançam plataforma destinada aos «Dias nas Dioceses»

Partilhar:
Share