Padre Filipe Diniz acompanhou anúncio da escolha de Lisboa, no Panamá, junto da delegação portuguesa

Cidade do Panamá, 27 jan 2019 (Ecclesia) – O diretor do Departamento Nacional da Pastoral Juvenil (DNPJ) disse hoje que “é uma grande alegria” para os portugueses acolher uma Jornada Mundial da Juventude (JMJ).

“Pela alegria de nós portugueses, certamente, vai ser mesmo uma grande jornada”, afirmou o padre Filipe Diniz à Agência ECCLESIA, no Panamá.

O diretor do DNPJ afirma também que para si “é uma grande alegria” a JMJ 2022 realizar-se em Lisboa e perceber que com “a ajuda e colaboração de todos vai ser uma grande jornada”.

O Vaticano anunciou hoje que a edição internacional da Jornada Mundial da Juventude em 2022 vai ser acolhida por Portugal, na cidade de Lisboa, na Missa de Envio da 34.ª jornada que terminou esta manhã no Panamá e foi presidida pelo Papa Francisco.

“A próxima Jornada Mundial da Juventude vai decorrer em Portugal”, disse o cardeal Kevin Farrell, prefeito do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida (Santa Sé).

A JMJ, um acontecimento religioso e cultural que reúne jovens de todo o mundo durante uma semana, nasceu por iniciativa de São João Paulo II, em 1985, em Roma.

PR/CB/OC

Partilhar:
Share