«O vosso lar vai alargar-se, ser maior», refere Francisco

Cidade do Vaticano, 24 jan 2023 (Ecclesia) – O Papa dirigiu uma mensagem de agradecimento às famílias portuguesas que vão acolher jovens peregrinos na Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023.

“Queridas famílias, vocês vão receber jovens na Jornada da Juventude. O vosso lar vai alargar-se, ser maior, vão ter hóspedes jovens, com os vossos filhos, os vossos parentes jovens”, refere, num vídeo divulgado hoje pela organização portuguesa do encontro.

Francisco admite que a presença dos peregrinos dentre da própria casa pode “revolucionar um pouco” a vida das famílias de acolhimento”.

“Se o quisermos dizer em termos burgueses, vai ser um incómodo. Mas vocês fazem-no com o coração grande, não só para servir, que é uma coisa grande, também para se abrirem a outros jovens, outras culturas, outros modos de ver a vida”, acrescenta.

O Papa assume que a chegada de jovens implica “problemas, de desconforto e trabalho”, sublinhando que essa presença deixa, contudo, “a semente de outra cultura, de outro ponto de vista”.

“Vão relativizar, em cada um de vocês, tantas coisas de que têm a certeza. Aí se pode ver que, noutros lugares, as coisas podem ser de outra forma. Vão universalizá-los”, sustenta.

Vocês recebem jovens de todo os lados. Parece algo muito pequeno, porque são um, dois jovens, em cada família, mas o universo cultural vai entrar na casa de cada um e vai sair, neles, com a sua experiência”.

Francisco sublinha que o relato dos jovens estrangeiros apresenta como “experiência mais bonita” a passagem pelas famílias de acolhimento, mostrando que “é possível ser cristão de outra forma, com outra cultura”.

“A isto chama-se universalizar, abrir-se ao horizonte. Obrigado pelo que fazem: vai ser incómodo, para vocês, implica trabalho, mas vai ser uma sementeira de universo, de olhar para lá do horizonte, além dos nossos pequenos limites, pequenas fronteiras – geográficas, culturais ou espirituais”, declara.

O Papa despede-se com um agradecimento e pedidos de oração.

“Obrigado por esta generosidade, de receber jovens. Que Deus os abençoe, que a Virgem cuide de vocês e peço-lhes que rezem por mim. Obrigado”, conclui.

Foto: JMJ Lisboa 2023

Já na última semana, o Papa saudou os 400 mil participantes que já se inscreveram para a Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023

A Câmara Municipal de Lisboa lançou a 13 de janeiro uma campanha que assinalava os 200 dias para o início da Jornada, convidando as famílias a receber os jovens peregrinos.

“Lisboa vai estar de braços abertos, vai receber e acolher jovens de todo o mundo. É o espírito da nossa cidade, é a nossa energia”, referiu Carlos Moedas, presidente da autarquia.

A campanha ‘Lisboa Acolhe’ visa apelar que a capital portuguesa “esteja de braços abertos para receber e alojar os jovens” que vão chegar à cidade “em grande número”, na iniciativa promovida pela Igreja Católica, de 1 a 6 de agosto.

A 27 de dezembro de 2022, a organização da JMJ Lisboa  anunciou a abertura das inscrições para as famílias que pretendam receber peregrinos durante o encontro.

“Deixe a Jornada Mundial da Juventude entrar em sua casa” é o mote da campanha para as famílias de acolhimento, nas dioceses de Lisboa, Santarém e Setúbal.

“O Comité Organizador Local irá alocar os grupos de peregrinos às paróquias destas Dioceses que se inscreveram para receber peregrinos e, posteriormente, cada paróquia fará a distribuição dos peregrinos pelas famílias, considerando a proximidade que tem com a comunidade em que se insere”, refere uma nota divulgada online.

Foto: JMJ Lisboa 2023

A organização realça que o acolhimento de peregrinos é “uma forma de participar na Jornada Mundial da Juventude, recebendo a Cristo em casa e ajudando os jovens a terem a melhor experiência possível na sua vivência ao longo da semana da Jornada”.

A inscrição das famílias deve ser feita nas respetivas Paróquias, de acordo com o local de residência; cada família tem de acolher um mínimo de 2 peregrinos por família/casa.

OC

A JMJ Lisboa 2023 é dedicada aos peregrinos de todo o mundo com idades compreendidas entre os 14 e 30 anos de idade, sendo permitido que peregrinos de outras idades se inscrevam; os participantes com idade inferior a 18 anos têm obrigatoriamente de estar integrados num grupo e o seu cuidado é confiado a um adulto do grupo, com a devida autorização dos pais ou responsável legal.

As edições internacionais da JMJ são um acontecimento religioso e cultural que reúne centenas de milhares de jovens de todo o mundo, durante cerca de uma semana.

A participação na JMJ 2023 é gratuita, pelo que qualquer pessoa pode assistir à Missa de abertura, cerimónia de boas-vindas ao Papa, Via Sacra de sexta-feira, vigília noturna de dia 6 e Missa de envio de 6 de agosto, mas existirão zonas específicas para os inscritos.

Todas as formas de inscrição incluem seguros de acidente, transportes públicos durante a semana da JMJ, “kit do Peregrino”, entrada gratuita nas atividades culturais do Festival da Juventude e acesso prioritário às zonas reservadas para os inscritos, além das opções de alojamento e alimentação que forem selecionadas.

Os valores vão desde 50 euros a 235 euros, mediante a opção escolhida; os pagamentos efetuados até dia 15 de março usufruem ainda de um desconto automático de 5%.

Partilhar:
Share