«Vemo-nos em agosto de 2023!» é o mote da campanha que inicia uma contagem decrescente até ao dia 1 de agosto de 2023


Lisboa, 01 ago 2022 (Ecclesia) – A Fundação Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Lisboa 2023 lançou hoje uma campanha para assinalar a “simbólica data de um ano” para o encontro que vai reunir milhares de jovens de todo o mundo com o Papa Francisco, em Portugal.

“Através da campanha comemorativa que parte da figura do Papa Francisco e está assente no mote ‘Vemo-nos em agosto de 2023!’, todos são convidados a participarem e a se envolverem nesta Jornada, que é, simultaneamente, uma peregrinação, uma festa da juventude determinada em construir um mundo mais justo e solidário”, indica uma nota da fundação, enviada à Agência ECCLESIA.

A próxima edição internacional da JMJ, evento promovido pela Igreja Católica, decorre em Lisboa de 1 a 6 de 2023.

“A um ano da JMJ Lisboa 2023 renovo o convite a todos os portugueses para acolher nas nossas casas, aldeias, vilas e cidades, a juventude do mundo inteiro”, refere o presidente da Fundação JMJ Lisboa 2023, D. Américo Aguiar.

A campanha inclui a colocação de outdoors e “uma presença forte nos meios digitais”, para apelar “à participação de todos neste encontro mundial de jovens”.

“Nas redes sociais decorre também uma ação com o título ‘30 dias, 30 perguntas sobre a JMJ’, com o intuito de esclarecer dúvidas sobre este encontro. Está também disponível uma newsletter especial por ocasião desta celebração”, acrescenta a nota da fundação

As inscrições para a JMJ Lisboa 2023 começam depois do verão e as informações sobre o processo vão ficar disponíveis no site oficial, lisboa2023.org.

Os CTT – Correios de Portugal unem-se à Jornada Mundial da Juventude Lisboa 2023 e assinalam esta data com a emissão de dois selos e um bloco filatélico, onde se “apresentam os principais fios condutores da JMJ”.

No total, serão emitidos 150 mil selos e 20 mil blocos que “vão espalhar a mensagem desta Jornada por todo o mundo, através dos serviços postais dos correios”, indica a Fundação JMJ Lisboa 2023.

“Os CTT desenvolveram também um algoritmo de Realidade Aumentada que vai permitir, através de uma aplicação gratuita, que os smartphones com sistema Android ou iOS interpretem a imagem do bloco filatélico e façam correr a mensagem em vídeo do Papa a convidar os Jovens de todo o mundo para esta Jornada”, acrescenta a nota.

Ao longo desta semana, a Agência ECCLESIA vai informar nos programas Ecclesia na Antena 1 e na RTP2 e no portal de informação sobre a preparação em curso para o encontro mundial de jovens, em agosto de 2023: esta segunda-feira, falamos com as dioceses de acolhimento (Lisboa, Santarém e Setúbal); terça-feira, Duarte Ricciardi, secretário-executivo do Comité Organizador Local da JMJ; na quarta-feira, Margarida Manaia, que diz de que forma os jovens participantes vão ser acolhidos e fala dos voluntários necessários para a realização deste encontro; na quinta-feira, Mariana Frazão refere-se à pastoral, às mensagens que vão marcar as várias iniciativas; na sexta, Ana Alves fala da campanha que assinala a contagem decrescente que agora começa, a um ano da JMJ; e no domingo, no programa 70×7, D. Américo Aguiar, presidente da Fundação JMJ Lisboa 2023, adianta as expectativas para a semana da jornada mundial da juventude.

As edições internacionais da JMJ são um acontecimento religioso e cultural que reúne centenas de milhares de jovens de todo o mundo.

A JMJ nasceu por iniciativa do Papa João Paulo II, após o sucesso do encontro promovido em 1985, em Roma, no Ano Internacional da Juventude.

A primeira edição aconteceu em 1986, em Roma, tendo depois passado pelas cidades de Buenos Aires (1987), Santiago de Compostela (1989), Czestochowa (1991), Denver (1993), Manila (1995), Paris (1997), Roma (2000), Toronto (2002), Colónia (2005), Sidney (2008), Madrid (2011), Rio de Janeiro (2013), Cracóvia (2016) e Panamá (2019)

OC

Media: Jornadas abordam desafios e oportunidades de «Comunicar a JMJ Lisboa 2023»

 

Partilhar:
Share